A nova carta do Morgadinho / Suites Alba

O solstício mais desejado do ano está à porta e em boa companhia, com uma carta assinada pelo chef Louis Anjos, inspirada na essência da gastronomia algarvia. Para degustar à mesa do Morgadinho, a sul, com vista para o imenso Atlântico…

“O Algarve não é só praia”. Eis o mote para o chef Louis Anjos trazer de volta os produtos endógenos e os sabores tradicionais da região para a mesa e, assim, criar uma composição harmoniosa dos clássicos do património gastronómico algarvio com a cozinha contemporânea, versados numa carta que rima com o verão. No renovado Morgadinho, o restaurante do Suites Alba Hotel & Spa que convida a desfrutar um repasto, calmamente, num terraço panorâmico virado para o mar.

Mas vamos ao almoço. À mesa está o menu “Algarve”, para degustar, iniciado com pequenas iguarias do chef, como a manteiga de polvo e o misto de cenouras algarvias e azeitonas, para acompanhar com o pão, feito na cozinha do Morgadinho, o azeite e a flor de sal, da região. Para refrescar o palato, é servido um Charles Pelletier Grand Reserve Brut Rosé, espumante da região de Borgonha, França.

Amuse bouche: Amêijoa à Bolhão Pato, com amêijoa, coentros e limão, uma esferificação, onde o sabor do prato típico da região da Estremadura está bem presente. A Terrina de polvo, batata doce de Aljezur, pickles, alho, puré de tomate e pepino protagoniza a entrada, dentro de uma lata de conserva, que guarda os sabores genuínos do mar em terra.

Chega a vez do Marquês dos Vales Primeira Seleção 2012 branco, da Quinta dos Vales, em Lagoa, bem casado com o Carapau alimado, uma justa homenagem ao carapau do Algarve, ao lado de uma deleitosa espuma de batata, salada montanheira e crocante de batata e alho.

Agora o prato de peixe, composto por Salmonete corado com um excelente molho dos seus fígados, xerém de berbigão muito bem temperado e texturas de milhos e coentros numa maridagem com Castelo d’Alba Reserva branco 2012, um vinho dos Vales do Douro e desenhado por Rui Roboredo Madeira.

Passamos à carne, uma Pá de borrego “cozinhada a baixa temperatura” (nota do chef) e lombo de borrego corado na horta protagonizada por puré de cenoura à algarvia, legumes braseados, azeitonas e jus de borrego, prato que pertence ao menu de degustação do menu “Albandeira”, mas que passou, e muito bem, para esta prova, pois faz jus ao que de tão bom tem o Algarve. A acompanhar o palato: Onda Nova Syrah tinto 2009, da Adega do Cantor, em Albufeira.

Antes do fim chegar, a refrescante pré-sobremesa faz as honras do doce, com A laranja do Morgadinho, uma falsa, mas muito apreciada, laranja servida com sorvet de poejos. A Alfarroba protagoniza o final no repasto, com os frutos secos da região num Mil folhas de alfarroba e amêndoa, coulis de frutos vermelhos, mirtilos, e parfait de medronho. O néctar de Baco coube a um Porto Ferreira Quinta do Porto Tawny 10 anos.

O almoço interpreta, assim, uma longa viagem pelos sabores e os clássicos da região algarvia, apresentados com mestria por um chef que dá cartas a sul.

Hino ao mar e ao repouso

Depois de um almoço demorado, nada melhor que preguiçar junto à piscina, nas preguiçadeiras junto às casas nas camas de dossel colocadas no areal em frente ao edifício que acolhe o Morgadinho, o Spa e as piscinas. Três ao todo. De água doce, de água salgada e a interior, aquecida, para os menos aventureiros em dias ameaçados pela chuva.

Falemos, porém, do sol, pois os dias soalheiros são sempre bem-vindos, em particular ao Suites Alba Resort & Spa, envolto numa natureza quase intocável e com mar à vista. O mesmo mar que banha a praia de Albandeira e tantas outras ali tão perto, distas por caminhas e passeios de bicicleta, por entre o silêncio intervalado pela musicalidade das ondas. Vamos! •

Suites Alba Resort & Spa
© Fotografia: João Pedro Rato

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.