Guia de enoturismo de Portugal

Há um roteiro que atravessa o país de lés-a-lés e o Atlântico, para chegar à ilha da Madeira, com o turismo ligado à produção de vinho na proa. Um livro que é um convite para viajar e brindar a Baco em terras portuguesas e, claro, à autora: Maria João de Almeida.

Arriscamos escrever que Portugal é enoturismo por excelência, um país dotado de uma boa garrafeira, um lugar mais consciente da cultura e do valor do vinho, daí a crescente importância do turismo no ano que está prestes a terminar. Por isso, deixamos aqui o “Guia de enoturismo de Portugal”, um roteiro escrito por Maria João de Almeida, jornalista especializada em vinhos e enoturismo, que nos leva do Minho à Madeira, passando pelo Douro, pelo Porto, pela Beira Interior, pelo dão e pela Bairrada, pelo Tejo e por Lisboa, pela Península de Setúbal, pelo Alentejo e pelo Algarve. Uma ode aos amantes do bom vinho, um desafio que se traduz em percorrer o país, de norte a sul, com a ilha da Madeira na calha, a fim de descobrir “os melhores enoturismos”, nas palavras da autora, muitos dos quais com restaurante e estadia. Neste contexto, Maria João de Almeida fala de hotéis de luxo, de charme e rurais, eco-friendly ou com bungalows. “Há de tudo um pouco”, acrescenta na secção “Como utilizar o guia”. Sobre os restaurantes, a cozinha varia entre a de autor, a tradicional e a regional, pelo que o melhor será experimentar um pouco de cada, para conhecer, saber que vinhos são recomendados para cada prato e, assim, criar uma maior harmonia à mesa, para desfrutar e, ao mesmo tempo, brindar ao que é tão nosso!

No fundo, trata-se de um convite para (re)descobrir Portugal entre palácios oitocentistas, boutique-hotéis e casas agrícolas centenárias ligadas à produção do vinho, e conhecer as histórias e as pessoas por detrás de cada espaço; voltar ao Douro, a mais antiga região demarcada de vinhos do mundo (em 1756, por Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal) e Património da Humanidade (UNESCO, 2001), regressar ao Alentejo eleito, este ano, a “Melhor Região do Mundo para Visitar”, pelo USA Today, e visitar Reguengos de Monsaraz, a Cidade Europeia do Vinho 2015, uma decisão da Rede Europeia das Cidades do Vinho, entre outros lugares mágicos por esse país fora.

Portanto, leia o guia de fio a pavio, trace o seu roteiro, faça as malas e faça-se à estrada! E não se esqueça de marcar viagem para a ilha da Madeira. Mas antes, saiba mais sobre as castas portuguesas, as brancas e as tintas, pois nunca é tarde para aprender.

Sobre Maria João de Almeida, que conta com a TVI e o Expresso no currículo, a jornalista especializada em vinhos e enoturismo escreve crónicas de vinhos para publicações brasileiras, como O Estado de São Paulo e a revista Veja, bem como para as revistas DN Magazine, Viver no Campo, Epicur e Máxima; é editora da revista Escanção, autora do site da área dos vinhos, da gastronomia e do turismo www.mariajoaodealmeida.com, fundadora da VinhoTV e autora de documentários sobre vinhos e enoturismo. Já publicou outros dois livros – “Memórias do vinho” e “112 conselhos para perceber de vinho” – e foi formadora na pós-graduação de Marketing do Enoturismo, na Universidade Lusófona.

360 páginas / €19,80

+ Maria João de Almeida
Zest
© Fotografia: João Pedro Rato

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.