Em concerto: Wim Mertens

Wim Mertens está de regresso a Portugal com dois concertos que vai querer colocar na sua agenda musical.

A música de Wim Mertens alimenta os mais fervorosos e por vezes até imprevisíveis cultos: Raymond Benson, um dos escritores responsáveis pelas continuadas sagas de James Bond, inclui uma referência à música do compositor belga na aventura do agente secreto britânico que levou o título de “High Time To Kill”, em 1999. O que faz pleno sentido, afinal de contas, mistério é o que não falta nas composições deste prolífico artista que já lançou mais de 60 títulos desde que se estreou, em disco, em 1980.

Desta feita, Mertens traz um duo a Portugal: juntamente com o clarinetista e saxofonista Dirk Descheemaeker, o compositor entrega-se a alguns momentos decisivos da sua obra – como o emblemático “Struggle For Pleasure” – ou trabalhos mais recentes como “Charactersketch”, o seu mais recente trabalho, com data de 2015. Este formato de duo oferece a Wim Mertens a possibilidade de olhar para a sua obra de um novo e diferente ângulo, permitindo-lhe explorar não apenas o piano clássico, mas também o piano eléctrico, numa espécie de regresso a algumas das texturas que marcaram o seu trabalho nos anos 1980; é portanto, um concerto bem diferente do último que certamente viu, deste compositor. Mertens já compôs para cinema, teatro e até para passagens de moda da prestigiada casa Dior. Tem o seu curriculum recheado de prémios e distinções, tendo inclusivamente sido nomeado para Embaixador Cultural da Flandres. Em Portugal, apresentará um novo espectáculo que tem merecido os mais veementes aplausos nas melhores salas da Europa e estas são as duas datas agendadas para conquistar, mais uma vez, o público português:
01/06 – Casa da Música, Porto.
02/06 – Centro Cultural de Belém, Lisboa.

A ir, em junho. •

+ Wim Mertens
© Vídeo: Wim Mertens.
© Imagem de capa: Wim Mertens, “In and for itself”.

Partilhe com os seus amigos:

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.