“Florestas Submersas” Oceanário de Lisboa / Rodrigo Leão

Maio e junho são meses para visitar, de novo, o Oceanário de Lisboa por uma razão tão simples… Rodrigo Leão + Takashi Amano.

A convite do Oceanário de Lisboa, o grande músico Rodrigo Leão criou uma composição inspirada no conceito da exposição “Florestas Submersas by Takashi Amano”. O resultado é a fusão mais-que-perfeita entre a arte e a natureza, que envolve o visitante numa experiência de relaxamento, quietude e simplicidade, motivando-o a descobrir a natureza esculpida pelo tempo. Momentos únicos de beleza indescritível.

Esta encomenda do Oceanário traduz-se, agora em 2015, numa temporada de excelência de 20 apresentações ao vivo no Auditório “Mar da Palha”, no Oceanário de Lisboa. Os concertos decorrem em maio, nos dias 1, 2, 3, 16, 23, 24, 30 e 31 e, em junho, nos dias 6 e 28, em todos os dias atrás referidos haverá sempre duas sessões, às 17 e 19h, (horas perfeitas para levar, consigo, os mais pequenos). Trata-se de uma oportunidade absolutamente única e privilegiada para visitar a nova exposição temporária “Florestas Submersas by Takashi Amano” e ouvir o músico num ambiente especial e muito intimista. A música apresentada nesta ocasião será executada por um sexteto composto especialmente para a ocasião. Quantas vezes visitou uma exposição acompanhado de música ao vivo com músicos de elevado gabarito? Não perca esta oportunidade, este programa excepcional.

A exposição temporária inaugura já no próximo dia 22 de abril e apresentará o “mundo” das florestas tropicais e dos seus sistemas aquáticos que, através de um deslumbrante “nature aquarium”, levará os visitantes a sentirem a magnificência destes ecossistemas como se fizessem parte integrante do seu equilíbrio e a envolverem-se na sua conservação, acompanhada de uma composição inédita de Rodrigo Leão, naqueles dias mui especiais de maio e junho. As florestas tropicais são dos habitats mais ricos e diversos da Terra. Apesar de ocuparem menos de seis por cento da superfície do planeta, mais de metade da biodiversidade existente vive nestas áreas de floresta pristina, algumas ainda intocadas e intangíveis para a maioria. São um mundo de sonho de beleza rara.

O Oceanário cria, através da exposição “Florestas Submersas”, uma experiência de pura envolvência com estes ambientes de uma forma única e poderosa, onde a arte, a beleza e a natureza se juntam na perfeição. A peça principal desta exposição nasce do convite ao mais famoso aquascaper, Takashi Amano, para criar o maior “nature aquarium” do mundo, com 40 metros de comprimento e 160 mil litros de água doce. A visão artística e conceptual deste mestre aquascaper é uma interpretação da natureza das florestas tropicais que revela a grande energia do seu equilíbrio.

Com um quarteto formado por dois violinos, um violoncelo e uma viola de arco, Rodrigo gravou “Floresta Submersa”, uma suite de treze minutos que se revela uma ode à natureza… Cremos que este é um novo e bom motivo para (re)visitar o Oceanário de Lisboa. O bilhete do concerto inclui a entrada na exposição temporária no próprio dia. Alinha nesta paisagem tropical com emoção musical? •

+ Rodrigo Leão
+ Oceanário de Lisboa – Concertos/Exposição.
© Vídeo: Trailer Making of “Forests Underwater by Takashi Amano”.
Imagem de capa: Rodrigo Leão.

Partilhe com os seus amigos: