Company Wayne McGregor / CCVF

O Centro Cultural Vila Flor (CCVF) prepara-se para acolher a estreia absoluta da Company Wayne McGregor, em Portugal. O multipremiado coreógrafo britânico traz a Guimarães a peça “Atomos”, em data única no país.

“Atomos” é um hino à inteligência do corpo, uma reflexão sobre o potencial do corpo humano enquanto a mais perfeita tecnologia. Conhecido pela sua singularidade e pelo questionamento persistente sobre o cruzamento da arte e da ciência, do corpo e da mente, Wayne McGregor permanece na linha da frente da criação contemporânea dos últimos 20 anos. “Atomos” – o espetáculo que traz a Guimarães, na sua primeira visita a Portugal – cresce a partir da mais pequena unidade da matéria. Corpos, movimento, filme, som e luz são atomizados em pequenos fragmentos de sensações intensas.

Dez incríveis bailarinos dão vida ao estilo único de Wayne McGregor – escultural, rigoroso, chocante e belo. “Atomos” é o refinamento puro da linguagem única de McGregor, mas que é também uma experiência em si mesma, uma exploração do próprio corpo enquanto a mais perfeita tecnologia. Onde ele começa e onde ele acaba. Sempre na relação com o próximo, porque cada indivíduo se define pela existência ou ausência de um outro.

Wayne McGregor cria nesta obra uma experiência única não só para o público, mas também para os próprios bailarinos. A equipa envolvida neste projeto recorreu à tecnologia para explorar o funcionamento do próprio corpo, a sua inteligência, o seu movimento no espaço, propondo uma reflexão sobre o corpo como o lugar partilhado, uma vez que o “eu” ganha forma através dos outros e com os outros.

É, para quem assiste, todo um experienciar de uma abordagem coreográfica completamente inovadora. Mais do que um espetáculo, “Atomos” é uma experiência sensorial onde todos os sentidos estarão em alerta na senda da descoberta do corpo enquanto derradeira ferramenta tecnológica. Um corpo que pensa e reage, um corpo que se adapta e comunica através do movimento, da postura e, sempre, da ligação estabelecida com o próximo, caraterística que lhe confere humanidade.

A obra de McGregor tem sempre girado muito em torno da exploração dos limites do corpo e este “Atomos” é o sublinhar dessa preocupação. Para o coreógrafo, o corpo é fascinante, é inteligente. Ele pensa, resolve, faz e cria. Ele esforça-se para reconhecer e organizar informação, porque pensamento é também movimento. McGregor cria dança a partir da mais ínfima partícula, o átomo.

Um espetáculo obrigatório, para assistir no próximo dia 07 de maio, pelas 22h00, em Guimarães… no incansável CCVF.

+ CCVF
+ Company Wayne McGregor
© Fotografia: Ravi Deepres.

Partilhe com os amigos:

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.