Serralves em Festa 2017

Começamos o mês de junho, na Mutante, a falar de uma festa de 50 horas non-stop: Serralves em Festa.

A 14.ª edição do Serralves em Festa começa já amanhã, dia 02 de junho, e prolonga-se pelos dias 03 e 04 de junho, fazendo assim com que este ano haja festa durante 50 horas consecutivas (em vez das habituais 40), das 20h00 de sexta às 22h00 de domingo. É o maior evento da cultura contemporânea em Portugal e um dos maiores da Europa, com centenas de atividades a decorrer nos vários espaços da Fundação de Serralves e também em alguns locais da Baixa do Porto e no Aeroporto do Porto. Em 2017 o Serralves em Festa adota o tema “Quebrar Muros” e prolonga a sua duração para 50 horas, permitindo a participação de mais pessoas e alargando mais ainda o seu caráter aberto e integrador.

Uma das novidades desta 14.ª edição é o envolvimento estreito de autarquias de todo o país na programação do Serralves em Festa. Esta é mais uma forma de dinamização das parcerias que Serralves estabelece com dezenas de Câmaras Municipais, um aspeto relevante da missão da Fundação. Neste contexto, estão representados na programação projetos artísticos provenientes de Coimbra, Faro, Guarda, Guimarães, Matosinhos, Ponta Delgada, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Torres Vedras e Viana do Castelo. Uma festa de todos, para todos vivermos.

A programação do Serralves em Festa integra propostas que ilustram a interação das artes visuais com as artes performativas, apresentadas numa relação estreita e integrada com as atividades regularmente desenvolvidas no Museu e no Parque de Serralves. Estão representadas as áreas disciplinares da Música, Dança, Performance, Circo Contemporâneo, Teatro, Cinema e Fotografia. As Exposições da Coleção de Serralves, de Gordon Matta Clark e de Julie Mehretu (no Museu) e de Joan Miró (na Casa de Serralves) estarão abertas em contínuo para receber todos os visitantes.

Falemos dos destaques de 2017:
Na programação de Música do Serralves em Festa 2017 destaca-se: dia 04, às 20h00, na Clareira das Azinheiras, a apresentação do pioneiro minimalista americano Terry Riley, que se apresenta em concerto com o seu filho Gyan Riley. Um outro destaque na música será o concerto de Lula Pena, artista portuguesa única na sua proximidade com a música, que se apresenta na sexta-feira, dia 02 de junho, às 21h00, no Prado. Ainda na música destacam-se o artista espanhol Niño de Elche, no dia 03 de junho, às 00h30, no Prado, um concerto de Novo Flamenco e também Los Pirañas, três músicos colombianos que levam a sua herança musical para um território novo e singular, também no Prado na noite de sábado para domingo, às 01h30. O grupo feminino OOIOO, fundado por Yoshimi, a conhecida baterista, trompetista e vocalista de uma das mais importantes bandas japonesas de sempre, os Boredoms, marca o encerramento do Serralves em Festa no dia 04 de junho às 21h00, no Prado.

No Circo Contemporâneo destaca-se o projeto “La Cosa”, de Claudio Stellato, um artista multidisciplinar italiano que vive e trabalha em Bruxelas. La Cosa apresenta-se em estreia na Baixa do Porto, no Terreiro da Sé, no dia 01 de junho, às 19h00 e tem apresentações em Serralves nos dias 03 e 04 de junho, no Prado. Estará, também, em destaque a peça “Halka”, dos marroquinos do Groupe Acrobatique de Tanger, com apresentações nos dias 02 e 03 de junho às 22h00, na Clareira das Azinheiras. A peça “Horizon”, de Chloé Moglia (artista da companhia francesa Rhizome) situa-se na área do Circo e da Acrobacia, acontece nos dias 02, 03 e 04 de junho, no Parterre Central, frente à Casa de Serralves. Ainda no Circo Contemporâneo, a companhia espanhola Vaivén Circo traz a Portugal a peça “Do Not Disturb”, que será apresentada no Aeroporto do Porto, hoje, dia 01 de junho e também em Serralves, na Clareira das Bétulas, nos dias 03 e 04 de junho. Na Dança Contemporânea o destaque vai para “Bombyx Mori”, da coreógrafa polaca Ola Maciejewska, que é apresentada em estreia nacional no Auditório de Serralves nos dias 03 e 04 de junho.

À imagem de anos anteriores, o Serralves em Festa acolhe a participação da comunidade local e nacional, mas também de artistas vindos de todo o mundo, e estabelece parcerias com outras entidades culturais, sociais, educativas e artísticas da cidade do Porto e do país. A Festa sai, por isso, dos muros de Serralves e apresenta projetos na Baixa do Porto, em parceria com a Câmara Municipal do Porto, através da PortoLazer, e também no Aeroporto do Porto, em parceria com a ANA Aeroportos. Hoje, é apresentada no Aeroporto do Porto a peça de Circo Contemporâneo “Do Not Disturb”, da companhia espanhola Vaivén Circo, às 11h00, 12h00, 15h00 e 16h30, (também é apresentada em Serralves, na Clareira das Bétulas, nos dias 03 e 04 de junho).

Também hoje, dia 01 de junho, a coreógrafa Ola Maciejewska apresenta na Baixa do Porto a peça “Loie Fuller: Research” às 12h00 na Praça Carlos Alberto e às 17h00 no Jardim da Cordoaria; e também em Serralves, no dia 04 de junho às 20h30 no Hall do Museu. Nos dias 01, 02 e 03 de junho, entre as 09h00 e as 19h00 os músicos e artistas Pierre Berthet (Bélgica) e Rie Nakajima (Japão) apresentam no Jardim das Virtudes a instalação “Dead Plants & Living Objects”, que terá momentos de performance nos dias 01, 02 e 03 de junho às 18h00. No Terreiro da Sé é apresentada hoje, às 19h00, a peça de Circo Contemporâneo “La Cosa”, de Claudio Stellato; esta peça acontece também em Serralves, nos dias 03 e 04 de junho, no Prado.

Muita informação? Sim, mas acredite que não colocámos, aqui, tudo. Pela dimensão do programa apresentámos apenas alguns destaques. Para não perder pitada de pitada, é clicar no link abaixo – Serralves em Festa – e navegar num programa imperdível de mais uma Festa que não vai querer perder. A rumar, ao Porto. •

Serralves em Festa

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.