NO COPO, TABLE 0

A Bairrada de António Guerreiro está disponível em garrafa

Volvidos 24 anos dedicados ao ofício de escanção no restaurante Porto Santa Maria, no Guincho, Cascais, António Guerreiro mune-se da sua sabedoria, para produzir os seus próprios vinhos em parceria com Sidnei Gonzalez, fundador do Zazah, restaurante situado no Príncipe Real, em Lisboa. 


António Guerreiro Espumante Bruto 2017, António Guerreiro branco 2018 e António Guerreiro tinto 2017 são as versões da referência vínica que marca a estreia do escanção lisboeta no ofício de produtor. A “grande paixão pela Bairrada” fê-lo eleger esta região para a produção destes seus vinhos e todos são feitos a partir de castas tradicionais desta região demarcada. 

António Guerreiro Espumante Bruto 2017, cujo dégorgement foi realizado em Novembro de 2019, é constituído por Baga – a casta rainha da Bairrada – e Arinto. Maria Gomes e Bical são as variedades de uva de António Guerreiro branco 2017, enquanto António Guerreiro tinto 2017 é um monocasta, neste caso, feito a partir de Baga. João Soares é o enólogo já que esta parceira é realizada com a Caves Messias, produtora bairradina sediada na Mealhada.


O sonho de produzir vinhos da Bairrada não fica por aqui ou não António Guerreiro Confrade dos Enófilos da Bairrada. A médio prazo, irá lançar um tinto da colheita de 1998, descoberto “nos bunkers” da Caves Messias, feito a partir das castas Baga e Castelão. “Já está engarrafado e estamos a tratar dos rótulos, mas sem previsão de lançamento”, informa. Seguir-se-ão, depois, outras regiões demarcadas do país, como Douro, Dão ou Trás-os-Montes.


A apresentação dos vinhos decorreu no Zazah e harmonizaram os pratos preparados a preceito pelo chef Moisés Franco. A explicação cinge-se à “amizade muito forte”, nas palavras de Sidnei Gonzalez, que ambos foram construindo ao longo de uma década, durante a qual o mentor do restaurante do Príncipe Real era cliente assíduo do Porto Santa Maria. “O gosto pelos vinhos da Bairrada foram crescendo com o tempo”, revela o nosso anfitrião, para quem os vinhos produzidos com as uvas da referida região demarcada constam, actualmente, na lista dos “vinhos top” de Portugal.

Além do Zazah, o trio António Guerreiro está disponível na Garrafeira Néctar das Avenidas, Garrafeira Estado d’Alma e Garrafeira Campo de Ourique, em Lisboa, na Evolve Wine Shop, no Estoril, e na Gourmet da Vila, em Sintra.

A (a)guardar para brindar em breve!



+ António Guerreiro

© Fotografia: João Pedro Rato

Legenda da foto de entrada: António Guerreiro e Sidnei Gonzalez


Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.



You Might Also Like

No Comments

Leave a reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.