Novos sons: Eigreen

1+1 = Eigreen. Um irmão, o Francisco. Uma irmã, a Luísa. Aos irmãos Frutuoso juntam-se amigos. Assim, voltamos ao ínicio e 1+1 = Eigreen. Nome de um novo projecto musical que nos chega, para já, com um single original “It’s On”.

Eigreen dizem-nos que são “uma banda que bebe de diversos estilos musicais. Nas suas músicas são perceptíveis fusões de trip-hop, indie rock, jazz, downtempo, entre outras.” A cantarem juntos desde bem petizes, Francisco e Luísa Frutuoso são acompanhados – nesta aventura sonora – “por uns quantos amigos de longa e de curta data, entre eles Rui Martins, baterista dos Flying Cages e dos Defrosted Pork Chops.”

Com um historial de sete anos de maturação no baú de Francisco Frutuoso, “It’s On”, o primeiro single de Eigreen, chega-nos “como uma comemoração de felicidade desmedida, derivada do prazer na descoberta de algo novo” e na forma de teledisco conceptual, espelho das “raízes de estudos artísticos e estudos curatoriais” de Francisco.

Francisco Frutuoso, para quem não reconheça ou se relembre do nome, é o guitarrista de Flying Cages e baixista de Pinhata. “Desde que ganhou interesse pela música que foi induzido a ouvir e a tocar vários estilos diferentes, tanto em casa como na escola Sítio de Sons, Coimbra. Inconscientemente, a versatilidade musical a que foi induzido deu azo ao desenvolvimento de uma linguagem própria que se reflete nas canções de Eigreen. Enquanto membro dos Flying Cages e dos Pinhata, começou a ganhar interesse em experimentar outros instrumentos, com o intuito de aprender mais sobre composição e produção musical. Rapidamente pegou no computador, num interface e começou a complementar as ideias que tinha na guitarra com os instrumentos que lhes faltavam. O resultado das suas experiências acabou por ser algo que não se enquadrava com nenhuma das suas bandas actuais, o que o levou a não saber o que fazer com as mesmas.

Com a pausa temporária de ambas bandas – Flying Cages e Pinhata -, e o incentivo da sua irmã gémea, Luísa – com quem sempre cantou Sérgio Godinho, Fausto Bordalo Dias e Caetano Veloso – decidiu mostrar as demos, que tinha guardadas desde há sete anos, a alguns dos seus amigos e aos seus colegas no estúdio Blue House que, sem grandes dificuldades, o convenceram a gravar as músicas que tinha na algibeira, ou baú.

Eigreen é o resultado de muitos anos de espera, paciência e aprendizagem. O que em tempos foi um projecto solitário, aos poucos e poucos vai-se tornando em algo maior e melhor. De certa forma, ‘It’s On’ comemora essa mesma transição.”

Aqui, fica para ouvirem o primeiro single. Mais originais se esperam, mas sem data definida. Quanto a EP’s ou LP’s ou semelhantes… Só tem de andar atento a novidades que lhe possamos vir a confidenciar, no futuro. Até lá… Eigreen “It’s On”.

A ter debaixo do ouvido. •

+ Eigreen

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.