7 chefs. 2 jantares. 1 viagem pelos Açores / “O Baco Invites”

Nos dias 6 e 7 de Outubro, Tiago Emanuel Santos e Jorge Metade vão comprovar quão heterogéneo é o arquipélago açoriano quando se fala de produto, no restaurante do Hotel Ponte Delgada, na Ilha de São Miguel. 

Depois do primeiro jantar, que teve lugar no dia 24 de Setembro, a segunda edição do evento “O Baco Invites” conta com dois outros momentos, às 20h00, no restaurante do Hotel Ponte Delgada, localizado na cidade homónima da Ilha de São Miguel: um no dia 6 de Outubro, com os chefs Daniel Galmiche, Joaquim Saragga Leal; e o outro a 7 de Outubro, com os chefs Hugo Brito, Luís Barradas e Gil Fernandes. Os chefs Tiago Emanuel Santos e Jorge Metade – respectivamente chef consultor e executivo – são os anfitriões e a temática está centrada nos produtos dos Açores. Quanto à harmonização vínica, o primeiro terá vinhos da Curral Atlantis, com Paulo Laureano, e o segundo, da Picowines.

A maioria da matéria-prima é proveniente desta ilha açoriana “por uma questão de proximidade e de logística”, afirma Tiago Emanuel Santos, chef consultor de O Baco. “É o celeiro das outras ilhas”, que, nos dias 6 e 7 de Outubro vão estar representadas também por Santa Maria, Pico, Terceira e São José. 

A “entrega” de um cabaz básico constituído por produtos menos nobres, que representam a proteína, constitui o primeiro passo. Segue-se a inspiração de cada chef convidado, que “vão buscar aos produtores que nós vamos visitar e ao território”, acrescenta Tiago Emanuel Santos. Joaquim Sáragga Leal chef dos restaurantes Taberna Salgrosso e Taberna Santo Humberto, em Lisboa, por exemplo, foi desafiado a trabalhar o fígado, as bochechas e o lombelo da raça bovina Ramo Grande. Já Hugo Brito, chef do Boi Cavalo, situado também em Lisboa, vai cozinhar corações de atum e pepinos do mato, mais conhecidos, nos Açores, de belicas do mar, enquanto o chef francês Daniel Galmiche, do 190 Queen’s Gate, instalado no The Gore Hotel, em Londres, vai ter nas suas mãos as espécies de peixe mais subaproveitados dos Açores. Gil Fernandes, chef do Fortaleza do Guincho, em Cascais, vai cozinhar igualmente peixe com caldo de cozido, à semelhança de um prato que desenvolveu no restaurante instalado na fortaleza situada junto ao mar.

Todo o evento é possível graças à relação que Tiago Emanuel Santos e Jorge Metade – o chef executivo de O Baco ou o “físico da casa, que coordena, de forma estóica, o restaurante e o F&B do hotel” – têm com os produtores do arquipélago. “É uma relçaão bastante fácil, à base da confiança. Falamos com eles quase todos os dias e é este diálogo constante que facilita a relação que temos com os produtores”, afirma Jorge Metade. 

Os jantares (€60 cada e por pessoa), organizados no âmbito “O Baco Invites”, estão em pré-venda, respectivamente, até 3 e 4 de Outubro, com o valor de €54.

Bom apetite!

+ Restaurante O Baco

+ Hotel Ponta Delgada

© Fotografia: D.R.

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.