Gastronomia e cultura. Destino: França

Eis dois pontos-chave do turismo daquele país da Europa, onde a comida e o vinho também são arte, e esta é um dos domínios igualmente intrínsecos à temporada cruzada com Portugal.


A arte de cozinhar, muitas vezes inseparável do vinho, é temática de grande valor cultural em França, numa vertente alargada, que implica o enaltecimento do produto francês além fronteiras. Mas antes de sair daquele país europeu, é de iniciar tão apetecível roteiro pela Cidade do Vinho (Cité du Vin), em Bordéus, localizada no Sudoeste francês, onde está patente a exposição “Picasso, L’Effervenscente des Formes”.

Aberta desde o passado dia 15 de Abril e com término agendado para 28 de Agosto de 2022, esta mostra temporária, da autoria de Pablo Picasso (1881-1973), incide na temática do vinho e de outras bebidas alcoólicas populares, através do seu inigualável traço. Esta exibição pública de obras de arte de um dos mais emblemáticos pintores do século XX, está dividida em sete núcleos relacionados com as fases evolutivas da sua vida artística. 


Imperativa é também a visita aos mais diversos espaços deste enorme edifício em forma de decanter. Localizado na cidade que empresta ao nome de uma das mais badaladas regiões vitivinícolas mundiais, esta cidade é ideal para viajar pelo universo do vinho produzido nos quatro cantos do planeta, entre uma multiplicidade de acções, workshops e experiências imersivas, seja através do uso das novas tecnologias, seja através das sensações. Passe pela biblioteca e faça uma pausa no Latitude20, um snack bar, brasserie e wine bar, cuja cave contempla mais de 14.000 garrafas de mais de 70 regiões vitivinícolas. A alternativa é o restaurante panorâmico Le 7, instalado no sétimo piso do edifício, onde a carta de vinhos reúne cinco centenas de referências.

Prossiga esta viagem gastronómica em Dijon, no Nordeste de França. A capital da região vitivinícola da Borgonha, prepara-se para abrir portas da sua Cidade da Gastronomia e do Vinho (Cité Internationale de la Gastronomie et du Vin). A inauguração está prevista para as 19h00, de 6 de Maio e só terá acesso quem fizer a pré-inscrição, para obter um passe próprio para o efeito. Este momento estende-se por mais dois dias, até 8 de Maio, em relação aos quais impera o mesmo procedimento.

É uma cidade dentro da cidade de Dijon, com cave e uma escola de vinhos da Borgonha, um espaço reservado à gastronomia, onde não vão faltar experiências imersivas e uma cozinha experimental, dirigida a todas as idades, além de uma livraria especializada nesta matéria e lojas – pastelaria, queijaria, talho, peixaria, frutaria, padaria e, claro, uma “mostardaria”, ou não estivéssemos a falar sobre Dijon, bem conhecida pela sua afamada mostarda. 

Porque a cozinha se quer em alta e bem representada em pleno coração da Borgonha, a Cidade da Gastronomia e do Vinho foi “buscar” a referência no ensino no âmbito da cozinha e da hotelaria, a escola Ferrandi Paris, que fará parte deste circuito. No alinhamento deste sector, destaque ainda para o La Table des Climats, o restaurante em que o papel principal é desempenhado pelo vinho e invariavelmente dedicado à arte de cozinhar. 

Na vertente cultural, há um núcleo expositivo direccionado para grandes mostras, a somar à Capela dos Climas, que escolhe a história da influência desta temática nos vinhedos da Borgonha, à Capela do Santo Cristo de Jerusalém e ao Le 1204, o Centro de Interpretação de Arquitectura e do Património. 

De acordo com o previsto, em 2023 será a vez da estreia do Sainte-Anne Hôtel Dijon, da Curio Collection by Hilton, onde a gastronomia, com o restaurante La Table de Sainte-Anne, mas também a cultura, serão protagonistas neste cinco estrelas, com 125 quartos e suítes, o Spa Nhoraé, entre outros espaços a descobrir no próximo ano.


Rume à capital francesa, para o Taste of Paris, a acontecer entre 12 e 15 de Maio, no Grand Palais Éphémère. Trata-se de um festival baseado na paixão pela cena gastronómica e será o ponto de encontro de três dezenas de chefs e onze chefs pasteleiros, que irão mostrar o quanto valem na cozinha, através dos produtos escolhidos, dos sabores enaltecidos e da criatividade de cada um. Ao todo, irão apresentar 59 pratos e 27 sobremesas – aproveite para espreitar os pratos no site oficial do evento. No programa cabem 21 cursos de cozinha e 28 masterclasses cada um a decorrer em espaço próprio. Haverá 15 restaurantes, quatro bares e duas pastelarias, incluindo um Diners’ Club VIP Lounge. O mercado conta com a participação de 60 produtores.


Caminhos cruzados com Portugal

Entre, agora, na programação da Temporada Cruzada Portugal-França 2022, iniciativa criada no sentido de aprofundar as relações entre os dois países, com base na gastronomia e cultura, premissa esta que abarca todas as formas de arte. Há muitas mãos cheias de eventos à escolha. De muitos, destacamos quatro momentos relacionados com a música, a gastronomia e o cinema, onde a participação de portugueses é de enaltecer.

Comece pela 27ª edição do Festival Rio Loco, em Toulouse, no Sul de França. Entre 15 e 19 de Junho, este evento ligado à música e às artes visuais, vai  mergulhar na “Nova Onda” portuguesa. Logo na entrada 2, acessível através da Pont-Neuf, as boas-vindas deste festival são dadas pela obra da artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos, intitulada “Meu Amor Inventado”. Direccionado para todas as idades e com programas destinados a todas as famílias, este evento conta ainda com o contributo do artista plástico Telmo Leal, baseado na “Liberdade”. Ao longo dos cinco dias, a presença de Portugal far-se-á sentir, também, através da voz, assim como do alinhamento de sonoridades seleccionados por DJ’s nacionais.


No alinhamento desta partilha entre Portugal e França está a 6.ª edição Lyon Street Food. Com palco na encantadora cidade homónima, situada no Sudeste de França, e data marcada entre 23 a 26 de Junho, nas antigas Fábricas Fagor-Brandt, este evento tem o nosso país como convidado. Serão quatro dias de festa, em que cerca de 30 chefs especializados em comida de rua, com base em criações originais, farão as delícias do público. Na ordem dos trabalhos, estão incluídas oficinas culinárias e artísticas, direccionadas a crianças e adultos de todas as idade, bem como música ao vivo, para animar os presentes. 

Entre 1 e 10 de Julho, há Festival Internacional de Cinema de La Rochelle, que já vai na sua 50.ª edição, desta vez com um programa dedicado, também, ao cinema português, no La Coursive, no CGR Dragon e em La Sirène. As salas serão palco de curtas e longas-metragens, de nomes reconhecidos e emergentes na esfera da sétima arte de cá. Desde a era do cinema mudo até grandes figuras deste circuito, como Manoel de Oliveira e Pedro Costa. Além das exibições e de exposições, estão agendados debates e cine-concertos, a assistir. 

Por fim, entre muitos – como é referido atrás –, é de anotar o Food Temple, na agenda, com data marcada entre 23 e 25 de Setembro, no Le Carreau du Temple, um mercado coberto situado em Paris. O destaque deste evento vai para a gastronomia portuguesa, motivo de truz, para melhor dar a conhecer o nosso valioso compêndio culinário, resultante das variações de muitas receitas, graças ao que cada região tem como tradição à mesa. O ambiente é – promete-se – de festa e partilha, como se quer à mesa portuguesa, uma vez que a partilha e a conversa são indissociáveis da nossa cultura. 

Paralelamente, é dado ênfase à alimentação saudável e sazonal, e à agricultura responsável neste mercado de produtos e produtores, onde não faltarão oficinas nem masterclasses, para dar a conhecer segredos e sugestões da cozinha de chefs. Filmes, reuniões e fotografias, para celebrar Portugal, farão igualmente parte deste mega-evento.

É agendar e ir, para conhecer!


+ Atout France
+ Temporada Cruzada Portugal-França 2022

Legenda da foto de entrada: Teaser da Cidade Internacional da Gastronomia e do Vinho, em Dijon, na região da Borgonha / © Vincent Arbelet

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.