Surma / A Date With Lux

Na Mutante não resistimos a um bom date musical. Em fevereiro, no primeiro A Date With Lux de 2023, aquecemos num esgotado e arrepiante date com Mão Morta. Agora, neste março com a primavera acabada de chegar, rumamos ao segundo A Date with Lux de 2023 no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), em Coimbra, que terá Surma como convidada. 

A carreira de Surma (Débora Umbelino) tem emitido uma luz especial e rara, traduzida pelos prémios e impressionantes conquistas que nos explicam o alcance da sua música, das suas ideias e da sua personalidade. Ao longo do extenso passeio que fez para mostrar o seu disco de estreia “Antwerpen” (2017), Surma acumulou ainda inúmeros projetos paralelos – bandas sonoras, sonoplastia, música para teatro e dança, colaborações com outros músicos – mostrando a sua energia, mas também a sua generosidade e vontade de ir além, fazendo mais e, sobretudo, diferente. O novo disco “alla” é um desafio sem barreiras, onde se rodeia de várias participações de variados géneros musicais para adensar e consolidar ainda mais o seu universo tão próprio. Em palco apresenta-o assumindo um formato de trio onde cabem também, para além de Débora Umbelino, os cúmplices João Hasselberg e Pedro Melo Alves.

Não deixa de ser curioso que esta formação em trio tenha sido pensada aquando do momento de gravação do novo disco e se tenha estreado precisamente em Coimbra, no Convento São Francisco, no início de março de 2020, a abordar ainda um repertório antigo.

Três anos depois, a nova vida de Surma e a carreira de “alla” ao vivo começou por uma série de sete datas que pisaram palcos como os da Culturgest em Lisboa, do Coliseu do Porto, do belga Botanique ou do norte-americano South By Southwest e o trio prepara-se agora para voltar à cidade que o viu nascer, para uma apresentação única no Teatro Académico de Gil Vicente, amanhã, dia 22 de março, às 21h30.  

Todos os concertos A Date with Lux partem sempre de uma relação estreita com a Lux Records, editora de Rui Ferreira. No caso, o selo conimbricense tem uma forte ligação à Omnichord, casa de Surma, sediada em Leiria. Estes projetos editoriais já produziram discos em conjunto, como foi o caso de “Drafty Moon”, de Bloom, alter-ego de JP Simões. Esta sinergia é consequência da relação que Hugo Ferreira, fundador da Omnichord, mantém com Rui Ferreira: conheceram-se na Rádio Universidade de Coimbra, rádio-escola onde se cruzaram. A escolha de Surma para mais uma edição do A Date with Lux, advém, também, da vontade de fazer com que os artistas apresentem nova discografia em Coimbra. 

Para João Silva da Blue House, “o conceito do A Date With Lux é um pouco o reflexo do que a Blue House é enquanto estrutura, ou seja, criar sinergias e parcerias com quem também tenta ser culturalmente ativo na cidade de Coimbra, neste caso a Lux Records e o TAGV, para trazermos nomes interessantes da música Nacional (e não só) a Coimbra e que temos a certeza que tornarão esse ‘encontro’ memorável.

Segundo Rui Ferreira, “A Surma gravou três versões exclusivas para o programa ‘Cover de Bruxelas”’que serão apresentadas na emissão de 16 de março do programa da Rádio Universidade de Coimbra.” Quem sabe se o próximo A Date With Lux não trará também uma destas surpresas?

Amanhã, em Coimbra, todos os caminhos vão dar ao TAGV para um irresistível e hipnotizante date com Surma. A não perder. •

+ Surma
+ Lux Records
+ Blue House
© Fotografia: Surma, DR.

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.