As sessões de Jazz & Blues continuam no The Vintage Lisbon. O jantar é no Restaurante Blue

Depois de Março, todas as quinta-feiras do mês de Abril continuam a ser pretexto para ouvir as sonoridades do “Vintage Trio”. A noite prossegue com sabores primaveris, à mesa do espaço de restauração deste cinco estrelas da cidade de Lisboa.


O “Vintage Trio” continua a actuar todas as quintas-feiras do mês de Abril


O hangout do The Vintage Lisbon é, todas as quintas-feiras de Abril, palco de bons sons do “Vintage Trio”. Ao longo de cerca de uma hora, o convívio é acompanhado por Jazz & Blues e um copo de vinho, e já sem a lareira acesa – a não ser que o tempo pregue alguma partida. Em alternativa às sugestões vínicas, espreite a carta de cocktails, indicada a apreciadores e com uma boa nova, a provar, a cada mês.


A verdade é que a sessão de Jazz & Blues é o pretexto para descer até ao piso térreo e sentar-se à mesa do Blue Restaurante & Bar. Com uma nova ementa, mais ao estilo da nova estação do ano. O autor é o chef João Silva, que, sem pretensões de maior, consegue surpreender pela positiva quem elege este espaço para uma refeição sem truques. O ambiente descontraído combina com esta comida atualmente definida “de conforto”.


Hummus com tostas e azeitonas do Alentejo


A aposta em produtos biológicos, a inspiração em pratos tradicionais, que nos levam a viajar um pouco pelo país afora, e os desvios gastronómicos além fronteiras traduzem o trabalho de João Silva. A criatividade é o quarto elemento associado ao dia a dia do chef, que traz boas novas esta Primavera.


Lombo de bacalhau à Brás, receita tradicional criada no Bairro Alto


É o caso da bruschettta de linguiça de porco preto, com ovo escalfado, pesto de cenoura assada e couve kale crocante e dos gnocchis de batata vegan, bem feitos e acompanhados por cogumelos salteados, espinafres e tomate fresco com pesto de manjericão. O atum corado, com puré de batata doce assada, limão, chili e ervas é prato e provar, assim como a tempura de polvo, ligeiramente estaladiça, servido com arroz de polvo e pimentos padrón.


Tempura de polvo, com arroz de polvo e pimentos padrón.


Fora as novidades, é de expeirimentar o hummus com tostas e azeitonas do Alentejo ou as asinhas de frango picantes e o pica-pau. O lombo de bacalhau à Brás, receita tradicional criada no Bairro Alto, é outro dos pratos a partilhar e comer.


Rabanada de brioche com iogurte grego, caramelo de miso, pêra assada e noz pecan


Haja ainda espaço para a sobremesa, pois parece que a rabanada de brioche com iogurte grego, caramelo de miso, pêra assada e noz pecan esta na ementa para gáudio dos mais gulosos. O leite-creme de lúcia-lima é de provar e o mil-folhas de abóbora e requeijão com canela terá de ficar para uma próxima ida ao Blue Restaurante & Bar.


Rabanada de brioche com iogurte grego, caramelo de miso, pêra assada e noz pecan


Ementa à parte, todos os dias há menu a conhecer (inclui couvert, prato principal, sobremesa, água e café / €18). Os destaques vão para a o bacalhau assado, puré de grão e broa de milho, à segunda-feira, a bochecha de porco, legumes assados e esmagada de batata, à terça ou a costela mendinha cozinhada lentamente com fat chips e salada, à quinta. Além dos pratos de carne, há os de peixe e os vegetarianos, e sobremesa, como o pudim abade de Priscos com laranja, à terça-feira, ou o brownie de chocolate, à sexta. 

Já agora, marque regresso ao fim-de-semana e/ou aos feriados, para experimentar o brunch a dois ou em família (€27 adultos/€13,50 crianças). Nos dias soalheiros, aproveite o pátio, com jardim suspenso, para celebrar a Primavera, o sítio ideal para experimentar tudo! Para beber, há variedade imensa, entre sumos e smoothies naturais de fruta da época, o sumo detox e os cocktails. Até os animais de estimação têm ementa própria.

Bom apetite!


+ Blue Restaurante & Bar
+ The Vintage Lisbon
© Fotografia: João Pedro Rato

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.