ART, EXPOSIÇÕES, LIVROS, NOW 0

WOOL 2011-2022: O Livro

10 anos de um Festival como o WOOL tinham de ser celebrados de forma especial, com algo extra a mais uma edição que se crê que venha a ser, novamente, inesquecível. Assim, WOOL prepara-se para lançar um livro que celebra os seus 10 anos de actuação singular.

Depois de em 2021 ter celebrado uma década de existência, o WOOL | Covilhã Arte Urbana está de volta. A edição 2022 decorre já de 11 a 19 de junho, na Covilhã, e conta com os artistas Cinta Vidal, Reskate, Ruído e Francis.co e ainda com participações em acções paralelas de Mantraste e Nuno Sarmento e um concerto de Fred. Tudo a reler na nossa nota de divulgação da edição 2022: WOOL | Covilhã Arte Urbana.
 
Mas um dos grandes destaques deste ano é um livro que celebra precisamente os dez anos do WOOL e que faz uma retrospectiva da vida deste projecto. Este documento com mais de 300 páginas, conta com textos de curadores, investigadores, designers e artistas situados no arranque do livro, como uma espécie de abertura reflexiva para o que segue. E o que se segue é uma década de arte em espaço público. Uma narrativa organizada por anos que abre uma reflexão sobre o WOOL enquanto lugar de encontro e apresenta os artistas com quem colaborou, fotografias e palavras que detalham a missão desta iniciativa e importância no território, nomeadamente em relação ao trabalho que tem desenvolvido na Covilhã, mas também por todas as restantes geografias nacionais e internacionais por onde actuou.

Este é, sem dúvida, um livro sobre identidade, memória, sobre a transformação de territórios, das suas comunidades e imaginários. Sobre a transformação das pessoas pelas pessoas, dos lugares pelas pessoas e das pessoas pelos lugares e inevitavelmente, pela arte
 
Este livro é também um documento que permite constatar e afirmar que o WOOL é parte central na história e desenvolvimento da Arte Urbana em Portugal, seja por se apresentar como o primeiro festival deste tipo de expressões artísticas em Portugal; por se tratar da entidade nacional que em 2013 levou o primeiro grupo de portugueses a Paris, para integrar o mundialmente reconhecido projecto Tour Paris 13, que recebeu 116 artistas de todo o mundo e que se viria a confirmar como o momento precursor das carreiras internacionais de vários artistas portugueses, como por exemplo Pantónio; ou porque desafiou e lançou artistas que hoje são reconhecidos mundialmente, como Bordalo II, Add Fuel ou Mário Belém, entre outros; sem esquecer o facto de que é caso de estudo em inúmeras teses de mestrados e doutoramentos que abordam temas como transformação e identidade dos territórios, comunidade, co-criação, residência artísticas ou turismo, entre outros
 
WOOL | Covilhã Arte Urbana 2011-2021” será apresentado no primeiro dia do festival, próximo sábado dia 11 de junho, pelas 15h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Covilhã. Após o momento de apresentação será feito uma breve visita guiada ao Roteiro WOOL. Obrigatório marcar presença.

Sendo o resultado directo de duas grandes paixões – partilhadas entre Lara Seixo Rodrigues, Pedro Seixo Rodrigues e Elisabet Carceller -, uma pela Arte Urbana e outra pela Covilhã e todo o seu legado histórico ligado à indústria têxtil, o WOOL | Covilhã Arte Urbana, surgiu em 2011 como o primeiro evento com estas características em Portugal Continental.
Desde a sua fundação, o WOOL tem usado várias paredes localizadas principalmente em pleno centro histórico da Covilhã para intervenções de vários artistas urbanos, com o objectivo de:
_ prestar tributo à história da cidade como forma de redescobrir a sua identidade;
_ despertar o interesse da comunidade para a Cultura e Arte Contemporânea;
_ reabilitar áreas urbanas através da Arte, tornando-a acessível a todos, democratizando-a e permitindo uma aprendizagem informal;
_ envolver a comunidade em todas as intervenções e ações, de forma a que todos as sintam como suas, como parte da sua herança;
_ construção de um roteiro de Arte na cidade, promovendo ocupação e transformação.
Estes objectivos permitiram desenhar um formato específico e uma forma única de trabalho, que tornaram possível introduzir estas novas expressões de Arte Contemporânea como ferramentas que promovem inegavelmente transformação social, cultural, económica e urbana numa comunidade.

Características do livro:
Formato _ 21,9 cm x 29,3 cm
Nº páginas _ 332 páginas + guardas + capa dura 
Matéria-prima _ Arctic Mate 150 grs (miolo) e Munken Polar 150 grs (guardas), Cartão 2,5 mm revestido a tela Assuan Gris 5060 (capa)
Acabamento _ cosidos, lombo direito c/cola a frio, talagarça s/ transfil aparados e encadernados. Estampagem a tinta em baixo-relevo na capa
Textos:
Fundadores do WOOL _ Lara Seixo Rodrigues, Pedro Seixo Rodrigues e Elisabet Carceller
Inês Moreira, curadora e investigadora
João Aidos, engenheiro, gestor e programador cultural
Luís Veiga, administrador do grupo Natura IMB Hotels e Grupo IMB
Sergio Beltrán, agitador cultural, designer e artista de vez em quando
Testemunhos de artistas
Fotografias:
435 fotografias a cores
10 fotografias a preto e branco
Conteúdos digitais:
Mapa de intervenções WOOL
Registo vídeo de intervenções dos artistas Vhils, Kram, ±MaisMenos± e WOOL ON TOUR 2012
Filmes das edições WOOL 2017 a 2021
Mapa de acções LATA 65
Filmes (vários registos) sobre o projecto LATA 65
Texto autora Joana Poejo para realização da visita encenada (WOOL 2019) 
Fotos que integraram a exposição comunitária “Intemporal’ (WOOL 2019) 
Roteiro Sonoro pelo autor Defski (2021)
Informação e acesso à plataforma “Talk2me” + lista de Qr Codes dos murais
Manifesto 2011-2021
Ficha Técnica:
Coordenação Editorial _ Equipa WOOL
Apoio de redacção e revisão de textos _ Cristina Soares e Filipe Serra Carlos
Tradução _ Sónia Teles Fernandes
Design Gráfico _ João M. Machado
Créditos Fotográficos _ André C. Santos, António Correia, Bruno Lopes, Elisabet Carceller, Gonçalo Xavier Cody, Lara Seixo Rodrigues, Marco Aurélio, Marijke van Biervliet, Miguel Oliveira, Paulo Arraiano, Pedro Seixo Rodrigues, Rui Gaiola e Tiago Pinheira
Impressão e Acabamento _ Gráfica Maiadouro

Um Festival a não perder. Um livro para ter. •

+ WOOL
+ WOOL 2022 na Mutante
© Fotografia: Making of do Livro “WOOL | Covilhã Arte Urbana 2011-2021”, DR.

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

You Might Also Like

No Comments

Leave a reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.