Mostra de Teatro Galego / Coimbra

A Escola da Noite e a Cena Lusófona organizam, entre 28 de setembro e 07 de outubro, a Mostra de Teatro Galego em Coimbra. A iniciativa é realizada em parceria com cerca de uma dezena de instituições culturais da cidade de Coimbra e inclui oito espectáculos e várias outras actividades, em diferentes espaços, no que é um programa imperdível.

A Mostra acontece na sequência do trabalho de intercâmbio cultural com a Galiza que as duas instituições, fundadas e sediadas em Coimbra, vêm desenvolvendo há mais de 20 anos. A programação inclui oito espectáculos de teatro e um conjunto de outras actividades, como oficinas, exposições, leituras, uma residência de criação artística, uma feira do livo e até um baile. No total, o programa apresenta 20 iniciativas, espalhadas por diferentes espaços de Coimbra: para além do Teatro da Cerca de São Bernardo e da Cena Lusófona, o Teatro-Estúdio Bonifrates, o CITAC, o Rancho Folclórico Tricanas de Coimbra, o Centro de Artes Visuais e o TAGV, onde terá lugar o espectáculo de encerramento.
Entre os grupos e artistas galegos convidados estão Quico Cadaval, Cándido Pazó, Excéntricas Producións, Contraproducións, Sarabela Teatro, Teatro do Atlántico, Náufragos Teatro e AveLina Pérez. Através do reportório seleccionado, a Mostra permite uma visita a algumas das personalidades mais relevantes da história e da cultura da Galiza, como Vicente Risco, Emilia Pardo Bazán, Xosé Luís Méndez Ferrín e Rosalía de Castro, bem como, numa iniciativa especial, a homenagem a Castelao, Xesús Alonso Montero, Isaac Diaz Pardo e Luís Seoane. Constitui, assim, uma oportunidade para reapresentar o teatro da Galiza ao público português e ao público de Coimbra em particular.

OITO ESPECTÁCULOS
“O porco de pé”
, uma divertidíssima adaptação da novela com o mesmo título escrita por Vicente Risco em 1928, encenado por Quico Cadaval e distinguido com três Prémios María Casares, é o espectáculo inaugural da Mostra, a 28 de setembro, pelas 19h00, no TCSB.
Na mesma sala, a 01 de outubro, domingo, a companhia Sarabela Teatro, de Ourense, apresenta “Arraianos”, uma das suas mais recentes produções, que permite visitar os universos da literatura do escritor Xosé Luís Méndez Ferrín e dos habitantes da “raia seca”, zona junto à fronteira da Galiza com o norte de Portugal.
Não por acaso a 05 de outubro, é apresentado “Cigarreiras”, escrito e encenado por Cándido Pazó a partir do romance “La Tribuna”, de Emilia Pardo Bazán, destacada escritora galega do século XIX. A trama da obra situa-se na Fábrica de Tabacos de A Coruña (indústria que foi das primeiras a contratar massivamente mão-de-obra feminina e que contribuiu para que as mulheres deixassem de estar confinadas ao ambiente doméstico), numa época marcada pela crise política que em 1868 levou à queda da dinastia de Bourbon e, em 1873, à proclamação da I República em Espanha. Em 2022, “Cigarreiras” ganhou três prémios María Casares (melhor espectáculo, melhor encenação e melhor cenografia) e o prémio do público no FIOT (Carballo).
A 07 de outubro, encerrando a Mostra, o Teatro do Atlántico apresenta no Teatro Académico Gil Vicente “Libre coma os páxaros”, magistral interpretação a solo de María Barcala que homenageia a vida e a obra da escritora Rosalía de Castro (1837-1885), autora de “Cantares Gallegos”, livro que marca um ponto de viragem na história da literatura galega.
Nas duas sextas-feiras da Mostra, no Teatro-Estúdio da Bonifrates, haverá duas sessões de contadores de histórias, com dois dos nomes mais importantes desta forma teatral, fortemente desenvolvida na Galiza a partir dos anos 90 do século XX. Cándido Pazó apresenta a 29 de setembro “Males que vêm por bem”, uma criação especial para esta Mostra; Quico Cadaval apresenta “Complexo de Édipo” a 06 de outubro. As duas sessões, que prometem muitas gargalhadas entre os espectadores, acontecem às 19h00.
O programa da Mostra cruza-se com o dos Sábados para a Infância no TCSB, através da música e do teatro. A 30 de setembro, Vânia Couto, Buga Lopes e Constança Ochoa apresentam o concerto “Galiza e Portugal – Muiñeiras e Farrapeiras, pandeiros e adufes cantam num mesmo baile”. A 07 de outubro, a companhia Os Náufragos Teatro (Corunha) apresenta “Hugo”, um tocante espectáculo que nos apresenta uma personagem com perturbação do espectro do autismo. Com texto e encenação de Gustavo del Rio, a bela e poética produção foi distinguida em 2022 com o Prémio María Casares para Melhor Espectáculo Infantil.

DUAS OFICINAS E UM BAILE
Quico Cadaval
é um dos mais conceituados encenadores e um dos principais nomes da narração oral da Galiza. A convite da Mostra, dirige em Coimbra uma oficina de narração oral – “Todas as contas vão no mesmo fio” – dirigida a educadores/as, animadores/as sócio-culturais, profissionais e amadores/as de teatro e ao público em geral. Os trabalhos decorrem ao longo de cinco sessões, em horário pós-laboral, na Biblioteca Municipal de Coimbra, instituição que co-organiza a iniciativa.
No Rancho Folclórico Tricanas de Coimbra, em parceria com esta colectividade, com o GEFAC e com a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), tem lugar uma oficina de dança tradicional galega, dirigida pelo músico, bailarino e professor Sérgio Cobos. A formação inclui três sessões, também em horário pós-laboral, entre 27 e 29 de setembro.
No dia a seguir ao encerramento desta oficina, ainda no âmbito da Mostra de Teatro Galego, tem lugar no mesmo espaço o baile mandado “Norte Sul Norte”, dirigido por Sérgio Cobos e Mercedes Prieto. A dupla oferece uma viagem musical por Portugal e pela Galiza, dando a conhecer e ensinando ao público em geral diferentes danças tradicionais que existem de norte a sul destes dois territórios. O baile, marcado para sábado, 30 de setembro, às 15h00.

SARAH KANE E SARABELA NO CLUBE DE LEITURA TEATRAL
A Mostra de Teatro Galego cruza-se ainda com o programa do Clube de Leitura Teatral, iniciativa conjunta do Teatro Académico de Gil Vicente e d’A Escola da Noite que entra agora na sua nona temporada. A sessão de outubro (dia 03, às 18h30, no TAGV) será dedicada à obra “4:48 Psicose”, da dramaturga inglesa Sarah Kane, e é dirigida pela encenadora galega Ánxeles Cuña Bóveda, directora artística da companhia Sarabela Teatro. A mesma encenadora dirige, no dia a seguir (04 de outubro, quarta-feira, 11h00) uma masterclass sobre o percurso artístico desta importante companhia de teatro sediada em Ourense, cujo percurso profissional teve início em 1990. Para além da sua actividade de criação artística, o grupo é responsável pela organização de iniciativas como o Festival Internacional de Teatro de Ourense, a Mostra Internacional de Teatro Universitário e a Mostra de Teatro Infantil de Ourense. Conta no seu palmarés com mais de meia centena dos mais significativos prémios de teatro da Galiza, incluindo o Premio Abrente do Festival de Ribadavia e o Premio da Cultura Galega, ambos pelo conjunto da sua trajectória. Tanto a leitura como a masterclass têm entrada gratuita.

CASTELAO E A SUA ÉPOCA EM COIMBRA
Em parceria com o Centro de Documentação 25 de Abril, o CITAC – Círculo dos Estudantes da Academia de Coimbra e o Centro de Artes Visuais, a Mostra de Teatro Galego lembra ao público da cidade um momento muito importante da história do teatro e das lutas estudantis contra a ditadura – a criação do espectáculo “Castelao e a sua época”, dirigido por Ricard Salvat para o CITAC, em Abril de 1969, no auge da crise académica. O espectáculo foi proibido pela censura e o encenador catalão viria a ser expulso de Portugal pela PIDE, após o ensaio geral. Da equipa do espectáculo, cujo guião foi construído em torno da vida e da obra do artista e intelectual galego Afonso Daniel Castelao, faziam ainda parte, como responsáveis pela componente plástica, Luís Seoane e Isaac Diaz Pardo, nomes incontornáveis da história e da cultura da Galiza do século XX. A homenagem agora prestada aos protagonistas deste momento é feita através de uma exposição de fotografias de Carlos Valente (membro do CITAC que acompanhou todo o processo); com uma mesa-redonda que contará, entre outros, com o professor universitário Xesús Alonso Montero (que em 1969 veio a Coimbra proferir uma conferência sobre Castelao); e ainda com uma leitura de fragmentos do guião censurado pela PIDE. Esta leitura, marcada para dia 03 de outubro (logo após a sessão do Clube de Leitura Teatral) decorre na sala-estúdio do CITAC, no edifício da Associação Académica, e será feita por actuais membros do grupo universitário. A adaptação do guião foi feita por Fran Nuñez, director do Centro Dramático Galego, e a leitura será dirigida por Carme Portaceli, directora do Teatre Nacional de Catalunya.

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA E LIVROS
A programação da Mostra de Teatro Galego inclui ainda uma residência de criação artística com a dramaturga, encenadora e intérprete AveLina Pérez, que preparará em Coimbra a apresentação da instalação/performance “Desde esse silencio”, a partir da sua peça “Ese silencio”, recentemente publicada em livro. Nos dias 06 e 07 de outubro, a artista abre as portas do seu laboratório, em três sessões.
A apresentação em Coimbra do livro “Á Mesa!”, peça de teatro assinada pelo colectivo Grupo Oportunista de Drama Flavia Antonia (Carlos Santiago, Clara Gayo e Zé Paredes), sediado em Santiago de Compostela (04 de outubro), uma exposição bibliográfica em torno da presença do teatro da Galiza no Centro de Documentação e Informação da Cena Lusófona e uma feira do livro teatral da Galiza, organizada em parceria com as principais editoras de teatro da nação vizinha, completam a programação da Mostra.

Programa:
TEATRO
28/09, 19h00 – O Porco de Pé – EXCÉNTRICAS PRODUCIÓNS, TCSB.
90 min. > M/14

HISTÓRIAS
29/09, 19h00 – Males que vêm por bem – CÁNDIDO PAZÓ, Teatro-estúdio da Bonifrates.
75 min. > M/12

MÚSICA
30/09, 11h00 – Galiza e Portugal – Muiñeiras e Farrapeiras, pandeiros e adufes cantam num mesmo baile – VÂNIA COUTO, BUGA LOPES e CONSTANÇA OCHOA, Sub-palco do Teatro da Cerca de São Bernardo.
60 min > toda a família

TEATRO
01/10, 16h00 – Arraianos – SARABELA TEATRO, Teatro da Cerca de São Bernardo.
70 min. > M/16

TEATRO
05/10, 19h00 – Cigarreiras – CONTRAPRODUCIÓNS, Teatro da Cerca de São Bernardo.
105 min. > M/12

HISTÓRIAS
06/10, 19h00 – Complexo de Edipo – QUICO CADAVAL, Teatro-estúdio da Bonifrates.
71 min. > M/12

TEATRO
07/10, 11h00 – Hugo – NÁUFRAGOS TEATRO, Teatro da Cerca de São Bernardo.
40 min. > M/6

TEATRO
07/10, 21h30 – Libre coma os páxaros – TEATRO DO ATLÁNTICO, Teatro Académico de Gil Vicente.
60 min. > M/14

Outras Actividades
DANÇA | OFICINA

27, 28 e 29/09, 20h30-23h00 – Oficina de dança tradicional galega – com Sérgio Cobos, Rancho Folclórico Tricanas de Coimbra.

FOTOGRAFIA | INAUGURAÇÃO DE EXPOSIÇÃO / ABERTURA DA MOSTRA DE TEATRO GALEGO
28/09, 18h00 – Castelao e a sua época em Coimbra, Centro de Artes Visuais.

TEATRO | FEIRA DO LIVRO
28/09-06/10, segunda a sábado, 10h00-13h00; 14h30-18h30; domingo, 14h00-18h00 – Feira do Livro Teatral Galego, Teatro da Cerca de São Bernardo.

TEATRO | EXPOSIÇÃO BIBLIOGRÁFICA
28/09-06/10, segunda a sexta, 10h00-13h00; 14h00-17h00; sábado, 14h00-17h00 – O Teatro da Galiza no Centro de Documentação da Cena Lusófona, Cena Lusófona – Sala Jorge Pais de Sousa.

MÚSICA / DANÇA | OFICINA E BAILE
30/09, 15h00-18h00 – Norte Sul Norte – com Mercedes Prieto e Sérgio Cobos, Rancho Folclórico das Tricanas de Coimbra.

NARRAÇÃO ORAL | OFICINA
30/09-05/10, sábado, domingo e feriado, 15h00-18h00; segunda e quarta-feira, 18h00-21h00 – Todas as contas vão no mesmo fio – QUICO CADAVAL, Casa Municipal da Cultura.

TEATRO | MESA-REDONDA
30/09, 18h30 – Castelao e a sua época em Coimbra – com Antonio Iglesias Mira, Carlos Valente, João Viegas, Ricardo Seiça Salgado, Xesus Alonso Montero e direcção do CITAC, Centro de Artes Visuais.

TEATRO | LEITURA
03/10, 18h30 – 4:48 Psicose, de Sarah Kane, dir. Ánxeles Cuña Bóveda, Clube de Leitura Teatral, TAGV.

TEATRO | LEITURA
03/10, 20h00 – Castelao e a sua época (fragmentos) – direcção de Carme Portaceli (Teatre Nacional de Catalunya), adaptação de Fran Nuñez (Centro Dramático Galego), CITAC.

TEATRO | MASTERCLASS
04/10, 11h00 – Sarabela Teatro – com Ánxeles Cuña Bóveda, Clube de Leitura Teatral, TAGV.

TEATRO | APRESENTAÇÃO DE LIVRO / PERFORMANCE
04/10, 19h00 – Á Mesa! – de G.O.D. FLAVIA ANTONIA – com Carlos Santiago, Clara Gayo, Zé Paredes, Livraria do TCSB.

INSTALAÇÃO / PERFORMANCE
06/10-07/10, sexta-feira, 21h30; sábado, 16h00 e 19h00 – Desde Ese Silencio – AVELINA PÉREZ, Cena Lusófona – Sala Brincante.

A tomar nota de tudo. A não perder nada deste programa de excelência. •

+ A Escola da Noite
© Fotografia: O Porco De Pé por Sabela Eiriz.

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.