Fundação Saramago x CAL / O retorno

Produzida e encenada por Kenia Liranzo, em simultâneo, autora e intérprete da obra “O retorno”, e Hernando Téllez, autor dos elementos cenográficos, a peça homónima que, durante 50 minutos, aborda o flagelo associado ao tráfico de mulheres, é acolhida este sábado, dia 8 de março, às 18.30 horas, na Fundação José Saramago, em Lisboa. Em cena, as histórias contam os enganos nas vidas de mulheres que são obrigadas a prostituir-se, assim como a impunidade dos criminosos, no Brasil e na República Dominicana, país de origem da atriz, Kenia Liranzo, a atual Ministra Conselheira de Cultura da Embaixada da República Dominicana em Portugal, cujo trabalho resulta no âmbito da sua especialização em Relações Internacionais na Universidade de Brasília, e que, na qualidade de advogada e diplomata, trabalhou com vítimas deste crime. Além disso, criou a Compañia de Arte Caribe com Hernando Téllez, arquiteto, ator, artista plástico e encenador colombiano que, em julho de 2013, fez uma exposição de pintura, sob o título Pasión Caribe, na Casa da América Latina (CAL).
Uma vez que a entrada para “O retorno” é livre, recomenda-se a reserva até ao próximo dia 6 de março através de reservas@casamericalatina.pt ou do 213 947 350. Quem vai assistir? •