De setembro a dezembro: Convento São Francisco

O Convento São Francisco, em Coimbra, apresenta um alinhamento para uma “rentrée” forte em setembro e imperdíveis espetáculos até dezembro. Para uma reta final de 2016 em grande e com grandes nomes.

Primeiro uma suma para vos prender a toda esta nota sobre a programação desta casa de espetáculos em Coimbra: Galas dos Encontros Mágicos – Festival Internacional de Magia de Coimbra, produzido por Luís de Matos; alguns dos espetáculos dos Encontros Internacionais de Jazz, do Jazz ao Centro Clube (JACC), que passam a ter lugar no Convento São Francisco, aumentando e bem a sua escala e dimensão artística; Orquestra XXI; o projeto europeu teatral École des Maîtres; Artur Pizarro com a Orquestra Clássica do Centro; e, depois, nomes que escusariam quaisquer apresentações – Peter Murphy, Gary Burton, Tindersticks, Rodrigo Leão e Scott Matthew, Charles Bradley e Jorge Palma. Terminamos com uma nota final para o projeto educativo e de mediação de públicos, assim como os eventos de família, já serão uma prioridade nesta programação. Agora, por partes.

É um regresso forte do Convento de São Francisco. O mês de setembro começa com um concerto da Orquestra XXI, um projeto que reúne jovens músicos portugueses que tocam em orquestras no estrangeiro, no dia 03 de setembro, pelas 22h00 no grande auditório. No ano em que se assinalam os 400 anos da morte de William Shakespeare, a Orquestra XXI apresenta o seu programa mais arrojado até à data, com uma versão encenada do “Sonho de Uma Noite de Verão”, de Felix Mendelssohn, narrado pelo ator Ricardo Pereira. Na primeira parte do concerto, a suite do bailado de Pulcinella é antecedida por uma peça de Andreia Pinto Correia, uma compositora que tem desenvolvido um interessante percurso nos E.U.A..
Em setembro, haverá também a instalação sonora+performance “Gamelão de Porcelana e Vidro”, de 10 de setembro a 02 de outubro; e as residências artísticas e de estúdio C¬ VIB (Cymatics vibrating interactive boards), de 10 de setembro a 2 de outubro. O Ciclo de Ilustração, que decorrerá entre 17 de setembro e 18 de dezembro, pretende direcionar o Convento São Francisco para um evento de ilustração que possa ser uma referência nacional, em consonância, aliás, com a realização, em março passado, da 1.ª edição da Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada. Com base na dinâmica iniciada na Casa Municipal da Cultura, haverá oficinas, masterclasses, debates e exposições.

O Teatro Académico de Gil Vicente volta a integrar o projeto europeu École des Maîtres – Curso Internacional de Aperfeiçoamento Teatral, este ano, em parceria com a Câmara Municipal de Coimbra e o Coletivo 84 e com um programa que assinala os 400 anos da morte de William Shakespeare, os ensaios públicos e o espetáculo do curso internacional de teatro École dês Maîtres. O curso tem a participação de alunos de cinco países europeus – Portugal, Itália, Bélgica, França e Croácia – e nesta 25.ª edição os atores e as atrizes selecionados terão ensaios e espetáculos em cidades de Itália (Udine e Roma), Bélgica (Liéges) e França (Reims e Caen). O projeto, este ano, será orientado pela encenadora convidada Christiane Jatahy (Brasil), criadora que esteve em destaque no último Festival Alkantara. Em Coimbra, os ensaios serão entre 13 e 16 de setembro e o espetáculo, na Blackbox do Convento São Francisco, terá lugar no próprio dia 16 de setembro. Apareça.

Espaço agora para a magia acontecer. A 20.ª edição dos Encontros Mágicos – Festival Internacional de Magia de Coimbra, uma organização da Câmara de Coimbra com produção de Luís Matos, que tem atraído à cidade centenas de milhar de pessoas nos últimos anos, irá este ano realizar as suas Galas Internacionais, nos dias 23 e 24 de setembro, no grande auditório do Convento São Francisco. Um acontecimento especial já que se comemoram duas décadas de festival. Outro momento especial será o concerto de Artur Pizarro, um dos grandes nomes do piano em Portugal, com a Orquestra Clássica do Centro a 01 de outubro pelas 22h00, assinalando o Dia Mundial da Música.

Quanto aos Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra, uma iniciativa do JACC com o apoio da Câmara Municipal, também ampliará a sua escala e projeção dos concertos com a utilização de alguns dos espaços do Convento, entre 19 e 23 de outubro. Destaque para o concerto a 20 de outubro, no grande auditório, no qual o Quinteto Sandro Norton acompanhará um dos mais conceituados músicos jazz da cena mundial, Gary Burton, vibracionista norte-americano distinguido com seis Grammy. Será a terceira vez que Gary Burton irá partilhar o palco com um guitarrista: as outras duas foram com Pat Metheny e Ralph Towner. A não perder.

Começando outubro será altura de outros concertos igualmente obrigatórios, já mencionados na nossa breve introdução e cujas bem e naturalmente consolidadas carreiras escusam quaisquer apresentações:
14/10 – Peter Murphy / (também a 16/10 na Casa da Música e 17/10 na Aula Magna);
27/10 – Tindersticks / (a 26/10 no Teatro Tivoli BBVA Lisboa e 29/10 Casa da Música Porto);
09/11 – Rodrigo Leão e Scott Matthew / (a 04/11 Coliseu do Porto);
26/11 – Charles Bradley / (28/11 Coliseu do Porto);
06/12 – Jorge Palma celebrando os 25 anos do álbum “Só” / (a 28/11 CCB Lisboa e 01/12 Casa da Música Porto).

Para informação, ainda mais detalhada, é seguir o link no final desta nota. A tomar nota de tudo. A ir, em Coimbra. •

+ Convento de São Francisco
© Fotografia: Convento de São Francisco, Carlos Gomes .

Partilhe com os amigos: