O cinema está de regresso à Gulbenkian

A partir de 1 de dezembro, o Grande Auditório da Fundação Calosute Gulbenkian, em Lisboa, acolhe o ciclo dedicado à sétima arte.

Imagem do filme “Uma noite aconteceu” (“It happened one night”), de Frank Capra (1934)

Rui Vieira Nery, diretor do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas, desafia todos os apaixonados pela essência da sétima arte a regressarem ao cinema, como nos velhos tempos, deixando para traz o novo hábito de ficar em casa a ver filmes no televisor de grandes dimensões. Por isso, convida todos a entrarem nesta festa do cinema, “Pr’a Rir!”, a qual começa na segunda-feira, dia 1 de dezembro, e se prolonga até 21 de fevereiro de 2015, no renovado Grande Auditório da Fundação Calosute Gulbenkian, a sala que outrora recolheu os ciclos programados por João Bénard da Costa, professor, escritor, cinéfilo e diretor da Cinemateca Portuguesa durante 18 anos, os quais aconteceram nas décadas de 1970’ e 1980’.

No presente, o ciclo conta com a programação (aqui) do cineasta João Mário Grilo, a qual apresenta, para já duas dezenas e meia de filmes de nomes que marcaram – e continuam a marcar – cinéfilos e amantes do cinema, como Charles Chaplin, Buster Keaton, George Cukor, Frank Capra, Ernst Lubitsch, Federico Fellini, Jerry Lewis e Woody Allen, entre outros. Assim, a proposta é “Rir, e Rir em conjunto com os filmes”, apesar de não se tratar de um “ciclo de comédias”, até “porque no cinema, como na vida, se ri de muitos modos diferentes, e até nos dramas”, tal como escreve em comunicado.

O valor do bilhete,  à venda na Fundação Calouste Gulbenkian e na Ticketline, é de 3 euros por sessão e o passe (todo o ciclo) é de 30 euros, à exceção da primeira sessão, marcada para 1 de dezembro, às 21.30 horas, com a “Quimera do Riso (Sullivan’s Travels), de Preston Sturges (1941), para a qual a entrada é livre. •

+ Fundação Calouste Gulbenkian
© Fotografia de entrada: Imagem do filme “Casamento escandaloso” (“The Philadelphia story”), de Georges Cukor (1940)