Festa do Cinema Francês / 2021

A 22.ª Festa do Cinema Francês já tem datas marcadas para colocar em destaque na sua agenda cultural: entre 7 e 31 de outubro de 2021. Uma festa que há muito se tornou obrigatória no panorama cultural e que espera por si, nesta nova edição.

A mostra dedicada à difusão do cinema de expressão francesa circula por nove cidades (Lisboa, Oeiras, Coimbra, Almada, Porto, Braga, Évora, Viseu e Faro), voltará a juntar um ciclo de antestreias, a revisita a obras de cineastas de relevo, um programa infantojuvenil e sessões especiais dedicadas a filmes cuja estreia colidiu com fases de confinamento, aos quais se acrescenta uma nova secção dedicada ao cinema fantástico. Anunciado hoje o foco na obra de Mia Hansen-Løve, que integrará a antestreia do seu mais recente filme, Bergman Island, estreado na edição deste ano de Cannes.

Um total de 19 filmes integrarão a seção de antestreias do evento, numa seleção que circula pela comédia, o drama e o filme de guerra ou histórico. Em destaque: Um Triunfo, de Emmanuel Courcol, uma comédia muito comovente pelo humanismo da sua história, inspirada na vida real, que gira em torno do trabalho desenvolvido de um ator com prisioneiros; Gagarine, de Fanny Liatard e Jérémy Trouilh, sobre a luta de um jovem de 16 anos pela sobrevivência da sua cidade à boleia da sua vontade de ser cosmonauta, e Sob as Estrelas de Paris, de Claus Drexel, uma história sobre encontros intergeracionais e o poder de redenção, com uma excelente representação para Catherine Frot. Palavra especial ainda para As Coisas que Dizemos, As Coisas que Fazemos, de Emmanuel Mouret, um vaivém de relações amorosas muito apreciado pelos cinéfilos, sobretudo pela qualidade dos diálogos, Delicioso, de Éric Besnard, uma ficção que imagina o nascimento do primeiro restaurante do mundo e Fantasias, de David Foenkinos e Stéphane Foenkinos, um filme sobre o prazer e o desejo no século XXI. Grande vencedor dos César 2021 (conquistou sete prémios, incluindo o de Melhor Filme), Adeus Idiotas é uma comédia, com boas pitadas de drama, sobre a fragilidade humana e a coragem da decisão, que leva três personagens (interpretadas por Virginie Efira, Nicolas Marié e o próprio Albert Dupontel) através de um conjunto de situações insólitas para tentar resolver ou melhorar o problema do outro. O filme de abertura da 22ª edição da Festa será Eiffel, de Martin Bourboulon, uma biopic sobre a vida do emblemático engenheiro, interpretado pelo prodigioso ator Romain Duris. 

Cineasta francesa de origem dinamarquesa, Mia Hansen-Løve tem vindo a desenvolver uma linguagem cinematográfica marcada pela forte carga emocional e a intensa proximidade, não raras vezes explorando os processos de transformação humana potenciados por momentos efémeros e agridoces. Estudou no Conservatório de Artes Dramáticas de Paris, foi colaboradora da seminal revista Les Cahiers du Cinéma e estreou-se no cinema pela mão de Olivier Assayas, figurando como atriz, nos filmes Fin août e Les destinées sentimentales. Chega à realização em 2004 com a curta-metragem Après mûre réflexion. Os seus filmes têm vindo a ser aclamados pela crítica e selecionados nos festivais mais importantes. No foco que a Festa do Cinema Francês lhe dedica serão exibidos: Bergman Island (2021), Maya (2018), O Que Está por Vir (2016) e Éden (2014).

Novidade este ano é o regresso da Festa a mais cidades do país, numa parceria realizada com a NOS Cinemas. Le Tour do Cinema Francês por Portugal é o nome deste programa especial que arranca este ano nas salas de cinema NOS localizadas nas cidades de Braga, Évora, Viseu e Faro. Uma parceria que prevê alargar-se no próximo ano a ainda mais espaços fora dos grandes centros urbanos do litoral. 

A Festa do Cinema Francês é organizada pela produtora Jangada, apoiada pela Embaixada de França e o Institut français du Portugal, em parceria com a rede das Alliances Françaises em Portugal. A 22.ª edição do festival decorrerá nas seguintes datas:
Lisboa de 07 a 20 de outubro;
Almada de 12 a 16 de outubro;
Oeiras dias 09, 10, 16, 17, 18 e 19 de outubro;
Coimbra de 12 a 16 de outubro;
Porto de 19 a 27 de outubro;
Braga de 21 a 24 de outubro;
Évora de 28 a 31 de outubro;
Viseu de 28 a 31 de outubro;
Faro de 21 a 24 de outubro.

Selecção Antestreias 22ª Festa do Cinema Francês:
#Estou Aqui, Eric Lartigau, 2020, 98′, Comédia, Romance.
A Viagem Fantástica de Margot e Marguerite, Pierre Coré, 2020, 86′, Comédia, Familiar.
A Voz do Amor, Valérie Lemercier, 2021, 123’, Comédia.
Adeus Idiotas, Albert Dupontel, 2021, 87’, Comédia, Drama.
Arthur Rambo, Laurent Cantet, 2021, 87′, Drama.
As Coisas que Dizemos, As Coisas que Fazemos, Emmanuel Mouret, 2020, 122′, Drama, Romance, Comédia.
Bergman Island, Mia Hansen-Løve, 2021, 112′, Drama, Comédia, Fantástico, Romance.
Caixa Negra, Yann Gozlan, 2021, 129′, Thriller, Drama.
Delicioso, Éric Besnard, 2021, 112′, Comédia, Histórico.
Eiffel, Martin Bourboulon, 2021, 109′, Drama, Biopic, Comédia.
Fantasias, David Foenkinos, Stéphane Foenkinos, 2021, 102′, Comédia, Romance.
Gagarine, Fanny Liatard, Jérémy Trouilh, 2021, 98′, Drama.
Herói em 30 Dias, Tarek Boudali, 2021, 87′, Comédia, Policial.
Ilusões Perdidas, Xavier Giannoli, 2021, 120’, Histórico, Drama.
Irmãs de Armas, Caroline Fourest, 2019, 112′, Acção, Drama, Guerra.
Sob as Estrelas de Paris, Claus Drexel, 2021, 90′, Comédia, Drama.
Suzanna Andler, Benoît Jacquot, 2021, 91′, Drama.
Um Triunfo, Emmanuel Courcol, 2021, 106′, Comédia.
Uma Paixão Simples, Danielle Arbid, 2021, 99′, Drama, Romance.

Foco Mia Hansen-Løve:
Bergman Island, Mia Hansen-Løve, 2021, 112′, Drama, Comédia, Fantástico, Romance.
Éden, Mia Hansen-Løve, 2014, 131′, Drama, Musical, Biopic.
Maya, Mia Hansen-Løve, 2018, 105′, Drama, Romance.
O Que Está por Vir, Mia Hansen-Løve, 2016, 98′, Drama.

Para mais informações sobre o programa específico a decorrer em cada cidade – (que será disponibilizado em breve, prometemos informar assim que ficar disponível para si) -, convidamos a clicar no link abaixo, que o irá direccionar para o site oficial da Festa do Cinema Francês, com toda a informação detalhada, para não perder pitada.
A percorrer várias cidades a nível nacional, esta é uma festa a que se deve juntar, de celebração do cinema de expressão francesa. Alinha na festa connosco? •

+ Festa do Cinema Francês

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.