LUNA Fest’24

Os norte-americanos Jon Spencer, Lene Lovich e The Gories, os britânicos DEADLETTER e Theatre of Hate e os espanhóis LA ÉLITE são as novas confirmações da 2.ª edição do Luna Fest, que decorre na Praça da Canção, em Coimbra, de 06 a 08 de setembro deste 2024.

O cantor, compositor e guitarrista norte-americano Jon Spencer, nome incontornável na história do rock’n’roll, está ligado a alguns dos projetos de maior sucesso do punk, rock e blues, como os Pussy Galore, Boss Hog, Heavy Trash e o projeto em nome próprio, Jon Spencer Blues Explosion. Com mais de 40 anos de carreira, Jon Spencer tem mais de duas dezenas de álbuns editados nos projetos que integrou e regressa a Portugal nove anos depois da atuação no Reverence Valada, no Cartaxo. Jon Spencer é talvez o último símbolo e referência viva do que é o cru e verdadeiro “Rock´n´Roll. O compromisso que tem com a causa elétrica e a sua devoção ao Blues faz dele o último estandarte mundial em plena ação. Jon Spencer é sinónimo de palco, voraz, explosivo e certeiro em cada aproximação ao seu público.

O sucesso “Lucky Number”, de 1978, catapultou a norte-americana Lene Lovich para uma carreira de sucesso. Com ligações ao New Wave, Lene trocou os Estados Unidos pelo Reino Unido na adolescência, onde conheceu Les Chappell, que foi seu parceiro, produtor e marido. Regressa a Portugal, país onde já somou algumas atuações, a última em 2017.

Fundados em Detroit na segunda metade da década de 1980, os The Goriesbanda garage-punk de Mick Collins, Peg O’Neill e Dan Kroha gravou os seus primeiros temas em 1987, para a compilação It Came from the Garage, lançando o primeiro álbum dois anos depois. Seguiram-se mais dois discos até interromperem a atividade em 1993. Regressaram 16 anos depois aos palcos, lançando mais um álbum de estúdio em 2013.

A banda pós-punk britânica DEADLETTER tem quatro anos de existência e saltou para a ribalta em 2022, com o single “Pop Culture Connoisseur”. Considerados uma das grandes revelações do punk londrino, os DEADLETTER regressam a Portugal um ano depois de uma atuação memorável em Guimarães, no Sonus Art.

Os LA ÉLITE são um regresso ao Luna Fest, depois de terem feito uma atuação surpreendente na edição de estreia do festival, em 2023. O duo oriundo da Catalunha existe há nove anos e as suas influências vão do punk rock da década de 1980, o new wave e a música eletrónica. Em 2024 lançaram um novo single, “Plan de Mierda”, e o novo álbum está na forja.

Kirk Brandon, Stan Stammers, Luke Rendall, Steve Guthrie e John “Boy” Lennard fundaram os Theatre of Hate em 1980 em Londres e, nesse mesmo ano, lançaram o primeiro single, “Legion/Original Sin”. Dois anos depois veio o primeiro álbum, Westworld, produzido por Mick Jones, dos The Clash. Após uma paragem de três décadas, a banda voltou a reunir em 2014. Em 2019 regressou ao estúdio para lançar I. Sensou (War) e II. Heiwa (Peace). Durante o confinamento da covid-19, a banda não parou e gravou mais um disco, intitulado A Thing of Beauty. Em 2023, os Theatre of Hate fizeram uma digressão de quase 40 datas com os The Mission e os The Chameleons.

Estes seis nomes juntam-se aos já anunciados. No Palco Principal estão confirmados os norte-americanos Kid Congo and The Pink Monkey Birds (antigo guitarrista dos Cramps, Nick Cave and the Bad Seeds e Gun Club), os britânicos Johnny Throttle (que juntou elementos dos The Parkinsons, Lucy & The Rats e The Gaggers)e a banda punk mexicana Carrion Kids. No Palco Lux Interior, totalmente dedicado à música nacional em parceria com a editora Lux Records do melómano incorrigível e colecionador de discos Rui Ferreira, haverá Mão Morta, The Legendary Tigerman, Club Makumba, Selma Uamusse, Belle Chase Hotel, Twist Connection, M’as Foice, Birds Are Indie e So DeaD.

Paralelamente à programação de setembro do Luna Fest, em forma de aquecimento, o festival leva o rock já no final deste mês de maio ao Jardim da Sereia, um dos espaços mais idílicos de Coimbra, com a 1ª edição de Nereida – ver AQUI. O evento conta no dia 29 de maio com as atuações de Mick Harvey (parceiro de Nick Cave nos Bad Seeds) com a mexicana Amanda Acevedo, acompanhados pelo quarteto de cordas Almedina Ensemble, em que apresentam o seu último trabalho Phantasmagoria in Blue, a escocesa Tracy Vandal e John Mercy (The Karelia, A Jigsaw, Tiguana Bibles) e dj set de Rui Ferreira e no dia 30 de maio sobem ao palco os The Parkinsons (banda mítica do punk de Coimbra) e os 5ª Punkada, projeto rock da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra e dj set Kick It – Rock’n’Roll Dance Club. A entrada, no NEREIDA, é livre nos dois dias.

A reservar os dias 06, 07 e 08 de setembro (e o 29 e 30 de maio). Actualizaremos esta nota, com o alinhamento por dias, e outros nomes, assim que possível. A não perder um único acorde deste que já é um Festival obrigatório na sua agenda de verão. •

+ LUNA Fest
+ LUNA Fest – Facebook
+ LUNA Fest – Instagram

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui .