Comporta Perfumes: Um sexteto de estórias para sentir na pele

Coleccionador e crítico de perfumes, o scent envangelist português Pedro Simões Dias convidou três perfumistas além fronteiras com quem desenhou seis eau de parfum inspiradas em experiências num dos lugares de veraneio mais belos do nosso País, a Comporta.

Pedro Simões Dias é o mentor e o português responsável pela essência olfactiva da Comporta Perfumes

Há sete anos deu o primeiro passo como coleccionador no universo dos perfumes de nicho. No início de 2016, criou um blogue onde fazia a crítica sobre muitas das fragrâncias mais caras do Mundo e, desde Novembro do ano passado,Pedro Simões Dias, advogado e scent envangelist tornou-se co-autor do projecto Learning Around the Coco, mas não se considera um perfumista.

O entusiasmo pelo universo dos aromas e das notas das fragrâncias da alta perfumaria levaram-no, por fim, a desenhar a linha de perfumes inspirada num dos lugares de veraneio mais paradisíacos de Portugal. Falamos da Comporta Perfumes composta pelas eau de parfum Areia Salgada, Sela, Dona Bia, Mosquito, Palafítico e Muda.

O sexteto de eau de parfums inspirados num dos lugares de estio mais apaixonantes do País

As “seis experiências”, como lhes chamou, remetem para os dias e as noites de Verão da movida e apaixonante Comporta, os amores de estio deste lugar mágico que exalta aromas picantes e é eleito para longos passeios outonais a cavalo pelas areia salgada das praias que compõem este quadro vivo cheio de estórias a preservar e que são o mote para Areia Salgada, Dona Bia, Palafítico, Mosquito, Muda e Sela. Cada estória está representada por uma fórmula própria dentro de um frasco e cada um contém, no rótulo desenhado pela consultora de marcas Manuela Marques, o nome da eau de parfum, a inscrição do ano em que é concebido, “porque os perfumes são tendências e é uma forma de conseguirmos ver a tendência daquele ano”, bem como o nome do perfumista, porque “acho que os perfumistas vão ser os chefs do futuro, no sentido de que se deve reconhecer o acto destes artistas”, sublinhou. Na verdade, são aromas que seduzem – ou não – o nariz, reportando para memórias olfactivas que causam prazer – ou não –, e ficam na pele, por pouco ou muito tempo mas, depois, dissipam-se.

São, portanto, seis estórias, cada uma com “um descritivo de notas olfactivas” que captou durante a busca incessante em cada um dos respectivos sítios da Comporta, a partir das quais Pedro Simões Dias criou fórmulas chegando, depois, aos óleos dos perfumes. “A maturação do próprio óleo, assim como a maturação do produto foram feitos na Catalunha que considero uma das catedrais da perfumaria”, revelou em entrevista, processo traduzido num trabalho feito em conjunto com três perfumistas que o mentor da Comporta Perfumes convidou, para esta primeira edição: O espanhol Daniel Josier, a francesa Beatrice Aguilar e o italiano Luca Maffei.

Areia Salgada representa isso mesmo, a areia banhada pelo Atlântico e que preguiça pela Comporta através de uma fórmula concebida em conjunto com Daniel Josier e do qual enaltecem as notas dos citrinos, do cedro, do jasmim, do âmbar e do patchouli, uma analogia perfeita ao oceano Atlântico. “Foi um trabalho muito interactivo”, considerou o perfumista espanhol, compositor de Sela, outro das fragrâncias da Comporta Perfumes, do qual se destaca o cheiro do couro, do tomilho, do açafrão e, ao mesmo tempo, da frescura do âmbar.

Beatrice Aguilar criou, por sua vez, Dona Bia, uma eau de parfum quente, com uma evidente componente de madeira, café e menta e um toque picante da pimenta preta, uma mescla de aromas exuberantes, em contraponto com Mosquito, uma fragrância clean, fresca e floral e com um toque de musk e madeira de sândalo.

Palafítico é o nome da eau de parfum com a assinatura do perfumista Luca Maffei, inspirado no Cais Palafítico da Carrasqueira, com os aromas da madeira somadas à íris e ao jasmim. Muda é o outro protagonista desta linha de perfumes que, com a assinatura do perfumista italiano, enaltece o aroma de rosas combinado notas de cardomomo e grãos torrados de café e um travo de musk, patchouli e baunilha no final.

Eis o resultado de um processo minucioso e carregado de emoções, sobre o qual Pedro Simões Dias afirmou com veemência: “A Comporta irá ser uma marca com repercussão internacional.”

Para já, a linha Comporta Perfumes encontrar-se-á à venda na Loja das Meias, em Cascais e no Amoreiras Shopping, ao valor de 118€ cada um, e em Espanha, estando já assegurada a ida para França e Itália nos meses que se avizinham. •

© Fotografia: João Pedro Rato

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.