De férias na serra da costa algarvia / Monte Rei

As paisagens campestres suplantam o cenário de veraneio de um Algarve desconhecido. Rodeado de um silêncio tão apetecível por estes dias, para quem joga golfe com afinco ou prefere preguiçar à beira da piscina e degustar as iguarias assinadas por um chef apaixonado pela costa sul de Portugal, Jaime Perez. Entre a serra do Caldeirão e o enorme Atlântico. Monte Rei Golf & Country Club é o nome.

Inspirado nos projetos em larga escala na Califórnia, Monte Rei, localizado entre Vila Real de Santo António e Tavira, representa a “grande qualidade e diversidade” na hotelaria “uma tendência global que começou nos Estados Unidos”, segundo as palavras do diretor, Salvador Lucena.

Com 440 hectares, Monte Rei desfruta de uma vista deslumbrante para o Atlântico. Privilégio partilhado pelas espaçosas e confortáveis moradias geminadas de luxo, inspiradas na arquitetura portuguesa, as quais compõem os aldeamentos rodeados de jardins cuidados, que se estendem pelo campo intramuros do resort no sotavento algarvio, e onde os serviços personalizados se assemelham a um hotel de 5 estrelas. Por isso, o convite ao descanso é perentório.

Preguiçamos. No terraço contíguo à sala ou na varanda do quarto. Ou junto à piscina, ao lado do restaurante Veranda, no aldeamento O Miradouro. Salvador Lucena fala das “moradias com piscina” e refere a existência dos programas especiais elaborados à medida, duas opções a ponderar por quem precisa de umas férias dolce far niente. A decoração das casas prima pela elegância a que um resort obriga, e muito bem. Vamos ao Spa? Localizado no piso inferior do Veranda, o acesso é feito com a mesma chave da casa, mas “para fazer o circuito de manutenção é preciso avisar com antecedência”, assim como os serviços disponíveis no Spa, os quais devem ser reservados com tempo. Ao lado, encontram-se dois campos de ténis.

E as crianças? Salvador Lucena fala do Kid’s Villa, espaço sem supervisão de adultos, reservado aos mais novos, localizado bem perto da piscina e do Spa, o qual dispõe de uma seleção de jogos, de interior e exterior, eletrónicos em computador, e brinquedos para todas as idades. Afinal, o Monte Rei é um resort destinado às famílias.

Golfe num campo infinito

O campo de golfe Jack Nicklaus, de 18 burados, datado de 2007, e o primeiro de dois – o segundo está previsto para um futuro próximo –, já foi nomeado o número um em Portugal e número dez na Europa pelo prestigiado portal Top100golfcourses.co.uk. Um espaço amplo na natureza, a perder de vista, só para profissionais, com um lago é natural. “Os outros são artificiais”, acrescenta o diretor do resort. Para percorrer o circuito é disponibilizado um buggy aos grupos de golfistas, sobretudo alemães, sendo o tempo entre as saídas de 12 minutos de intervalo. “Esta distância permite uma experiência mais relaxada, mesmo num dia com mais movimento”, continua. Por isso, existe o Academy Café e um buggy bar de apoio aos profissionais desta modalidade, o qual passa enquanto fazemos a visita guiada pelo campo.

Experimentamos. Logo na manhã seguinte, depois do faustoso pequeno almoço no Grill, o restaurante com a carta certeira para quem procura um repasto após umas horas de jogo de golfe. Seguimos de buggy na companhia de James, o nosso instrutor, para a zona de prática, projetada à parte do campo reservado para profissionais, e iniciamos a lição. Principiantes ou meros curiosos, o certo é que houve quem se revelasse uma verdadeira surpresa…

A cozinha ibérica do chef Jaime Perez

Golfe à parte, chega a vez da gastronomia assinada pelo chef catalão Jaime Perez, para quem “a melhor escola é a experiência e a sorte de trabalhar com grandes profissionais que transmitem os seus conhecimentos”. O percurso começa no Talaia Mar, em Barcelona, onde estagiou e permaneceu durante seis anos, ao lado de Sergi Arola, Oriol Balaguer e Arzak, e a assessoria estava nas mãos do famoso chef Ferran Adriá. “O primeiro contacto que tive com Ferran Adriá foi aos 21 anos” e “no ano de 2000 fiquei como sub-chef do El Bulli Cattering”.

O roteiro de Jaime Perez pela cozinha espanhola começa numa roda viva: É convidado para chef de dois hotéis da cadeia N.H. em Marbella e, durante a preparação deste projeto, colabora com o chef Paco Roncero, do restaurante Terraza (1 estrela Michelin), no Casino de Madrid, até à inauguração do hotel NH em Marbella. Recebe novo convite, desta vez do chef basco Pedro Subijana, para liderar um novo espaço em Huesca, o restaurante O Lago. Para preparar a inauguração passa uma temporada a trabalhar diretamente com Pedro Subijana no Akelarré (3 estrelas Michelin), em San Sebastian. “A cozinha de Pedro Subijana é uma cozinha de produtos e a de Ferran é de inovação. São conceitos diferentes. É como um pintor. Há quem pinte retratos e há quem goste mais de pintar paisagens.”

Em 2004, Jaime Perez deixa Huesca e regressa a Barcelona, a convite de Victor Clave, do Ritz Carlton Arts Hotel. Missão: Dirigir os restaurantes Bites e Enoteca. Ficou dois anos. “Barcelona é um lugar emblemático e esta cadeia é, internacionalmente, muito importante.” Pouco tempo depois recebe um telefonema do Monte Rei “e, em março de 2007 viemos para Portugal”. Viemos, sim, no plural, porque a sua mulher acompanha-o, desde sempre, nesta aventura.

“(…) se ficamos fechados nas nossas cozinhas, não sabemos fazer nada para além do que já fazemos”

“O que faço aqui é o resultado do que aprendi durante estes anos com grandes pessoas” associado à aprendizagem de uma nova cultura, “a cultura portuguesa”, e de “pratos com os produtos portugueses, para fazer a minha cozinha”. Como aprendeu? “Sempre que quero conhecer um prato de cá peço, na cozinha, que o façam para eu ver e, a partir daí, interpreto-o da minha forma.”

No entanto, Jaime Perez não descura a ida a outros restaurantes, “para ver como confecionam os pratos porque, se ficamos fechados nas nossas cozinhas, não sabemos fazer nada para além do que já fazemos. Por isso estamos sempre a inovar”. 

Sem mãos a medir, o responsável pela cozinha do Monte Rei está à frente dos três restaurantes do Monte Rei. O Veranda, no coração d’ O Miradouro, junto à piscina, apresenta uma cozinha mais fresca e mais leve. Por sua vez, o Grill Monte Rei, com um terraço agraciado pela vista para o campo de golfe, possui uma carta variada, com tapas, saladas, pizzas e especialidades da gastronomia internacional, “uma fast food mais elaborada, porque a maioria dos comensais são golfistas”, explica o chef, além de servir os pequenos almoços dos hóspedes do resort algarvio.

O Vistas, este ano distinguido com um Sol do Guia Repsol, “é uma mistura da cozinha catalã com a portuguesa. É uma cozinha ibérica, com mais detalhes”, continua. Uma experiência mais formal, com uma vista deslumbrante para imenso verde do campo, de portas abertas ao jantar, de terça a sábado, entre os meses de julho e agosto (e de quinta a sábado de abril a junho, e em setembro e outubro). As criações da carta da época, assinadas por Jaime Perez, são inspiradas em produtos nacionais e com tradição local, numa combinação de sabores que primam pela genuinidade.

A prova esteve num jantar de degustação, iniciado por um refrescante gelado de coco e granizado de ananás acompanhado por queijo camembert, presunto crocante e pasta de figo, uma combinação complexa, mas agradável ao palato, seguindo de foie gras com cogumelos selvagens.

O tártaro de atum com gelado de wasabi rematado por um crocante de sementes de sésamo, uma curiosa combinação de sabores que conquistou o palato dos presentes à mesa. Aos comensais mais novos é servido um creme de feijão verde acompanhado por batata doce desidratada.

No alinhamento do mar, segue a vieira grelhada com ovas de truta, harmonizadas pela frescura da emulsão de coentros; e a dourada selvagem grelhada com espinafres frescos, sultanas, pinhões, molho de pimentos e beterraba, prato que valeu muito boas críticas. Do campo, o chef catalão apresenta o lombo de vaca charolesa acompanhado por tartelete Wellington, uma deliciosa recriação do bife Wellington.

O repasto termina com uma doce combinação de espuma de baunilha com frutos silvestres.

Para quando umas férias relaxantes a sul? •

+ Monte Rei Golf & Country Club
© Fotografia: João Pedro Rato com Canon PowerShot G16

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.