Vinho e sabores marcam encontro em Lisboa

No Dia de São Martinho há que “ir à adega e provar o vinho” ou trocar as voltas ao ditado e marcar encontro com Baco, as iguarias regionais e chefs portugueses, no Centro de Congressos de Lisboa, onde a temática dos sabores tomará conta de cada um dos três dias.

A par com o vinho, as iguarias regionais prometem acicatar a curiosidade dos visitantes da mostra

Falamos da 17.ª edição do Encontro com o Vinho e Sabores (EVS) que, de 11 a 14 de Novembro, preenche o Centro de Congressos de Lisboa com mais de 2500 referências vínicas de cerca de 450 produtores das regiões vínicas do país e de fora de portas, para pôr à prova curiosos e enófilos.

A mostra contará com a apresentação de boas novas no universo dos vinhos e uma parte das raridades está reservada para as 12 “Provas Especiais”. Só a título de exemplo, estarão à prova Vinhos do Porto da Graham’s (vintage e colheitas), Pêra Manca e Scala Coeli, ambos da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, ou a espanhola Vega Sicília. A somar a estas referências constam no programa uma vertical da Quinta da Bacalhôa, da Península de Setúbal, ou os vinhos da Casa de Santar, do Dão, bem como a dos 12 brancos excepcionais, pelo jornalista e crítico João Paulo Martins, a orientação de grandes tintos feitos a partir da casta Touriga Nacional, por parte de Luís Antunes, ou a da Garrafeira do Tio Pele que, por ocasião dos 30 anos, irá organizar também um desafio. E sem sair de Lisboa, tome nota da prova de vinhos da talha – tradição milenar que, no presente, está a regressar à produção vinícola alentejana – protagonizada pelo crítico da Revista de Vinhos Nuno Oliveira Garcia, e viaje pelo Vinho da Madeira a partir da casa Henriques & Henriques.

Em paralelo, os queijos, a charcutaria, os doces regionais, entre outros produtos tradicionais, irão conquistar, este ano, mais espaço no Centro de Congressos de Lisboa, onde o programa do EVS também será repartido numa trilogia que promete dar que falar em tertúlias dedicada ao azeite (11 de Novembro), ao arroz (12 de Novembro), e ao bacalhau (13 de Novembro).

Assim, o primeiro dia contará com a presença do Professor José Gouveia, que irá explicar o que é o azeite, e da oleóloga Ana Carrilho em uma prova de azeites do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, no Alentejo.

No Sábado, os chefs de cozinha estarão em alta, a começar com chef Henrique Mouro, do restaurantes Bagos, em Lisboa que, em parceria com Francisco Silveira, da Companhia das Lezírias, fará uma harmonização de pratos de arroz com vinho, seguido da apresentação de Joaquim Bravo, da Orivárzea. Mais tarde, será a vez de Tiago Bonito utilizar o arroz para confeccionar pratos que serão harmonizados com uma selecção de Vinhos do Porto feita por Bento Amaral, do Instituto dos Vinhos do Porto e Douro. Para adoçar a boca, Joaquim de Sousa, o chef pasteleiro do The Oitavos, no Guincho, Cascais, fará uma demonstração sobre o arroz na doçaria conventual em conjunto com o gastrónomo Virgílio Nogueira Gomes.

No dia 13, e com o bacalhau como mote de conversa, haverá uma demonstração culinária feita pelo sushiman Paulo Morais, proprietário do restaurante Rabo d’Pêxe, em Lisboa, a par com vinhos da Adega Mãe, apresentados por Diogo Lopes e Bernardo Alves. a propósito do “fiel amigo”, conheça as diferentes curas e utilizações esclarecidas por Bernardo Alves e vinhos que casam com o bacalhau, uma recomendação feita por Luís Lopes, Director da Revista de Vinhos. A não perder está também a conversa entre Fernando Melo, crítico da Revista de Vinhos e Evasões, e Álvaro Garrido, Director do Museu de Ílhavo, e Júlio Fernandes, Director-Geral do restaurante D’Bacalhau, em Lisboa, e vice-presidente da AHRESP.

Aos que apreciam as boas leituras sobre o vinhos, o EVS acolherá a apresentação de dois livros: “Vinhas Velhas de Portugal”, de Luís Antunes, e ‘Histórias com Vinho e outros Condimentos”, uma compilação de crónicas do crítico de vinhos João Paulo Martins.

Para quem quer ir, há que anotar na agenda o programa a ler aqui.

Quanto ao horário da mostra, no primeiro dia, as portas estão abertas das 18 às 22 horas, no Sábado e no Domingo, estão das 14 às 20 horas, e a 14 de Novembro, dia dedicado apenas a profissionais, abrem das 11 às 18 horas. •

+ Encontro com o Vinho e Sabores

Partilhe com os amigos:

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.