Enfrasque-se em casa com a cozinha do chef José Júlio Vintém

Frango Sacaninha, Pezinhos de Coentrada e Chispe Moreno. Eis as edições especiais dos enfrascados do Tombalobos que, neste momento, totalizam oito variedades. Todos são inspirados em receitas tradicionais alentejanas e confeccionados sob o lema “Criar, Produzir e Gerir Localmente”.

“A ideia dos enfrascados surgiu da necessidade de criar um produto que fosse fácil de levar para casa. Queríamos que os nossos clientes pudessem ter os petiscos do  Tombalobos em casa, mas não queríamos que fosse um simples take away.” A explicação é dada por José Júlio Vintém, chef do referido restaurante localizado no coração da cidade de Portalegre, no Alto Alentejo, e co-gerido com a sua mulher, Catarina Lancastre Ponce Álvares que, em conjunto, avançaram com esta acção, inicialmente, por encomenda, sobretudo para caçadores, já que eram fáceis de transportar nas suas jornadas de caça e piqueniques. Hoje, os enfrascados são tidos como uma alternativa segura e viável para o negócio de ambos face ao encerramento do Tombalobos devido à pandemia que se vive actualmente. “O fechar as portas do restaurante obrigou-nos a arranjar uma solução que fosse segura para todos, colaboradores e clientes, e ao mesmo tempo nos garantisse a sustentabilidade e continuidade do negócio. Neste momento, encerro os enfrascados como um complemento importante do meu negócio. Vieram para ficar.”

Dos oito enfrascados, há cinco variedades que são tidas como os clássicos do Tombalobos – perdiz de escabeche (€15), coelho em molho de vilão (€8), salada de pato assado com laranja (€8), fraca de escabeche (€10) e orelha de porco grelhada (€7,50). Já os pezinhos de coentrada (€7,50), a galinha sacaninha (€8) e o chispe moreno (€8) integram a lista da edição especial do momento. Todos são feitos, maioritariamente, a partir de matéria-prima proveniente da região alentejana. “Na pior das hipóteses, é nacional.” A preferência é dada aos pequenos produtores locais. “O grande objectivo é criar uma rede de contactos de fornecedores locais que satisfaçam a nossa procura. Apostamos no lema ‘Criar, Produzir e Gerir Localmente’.”

A confecção é posta em prática pela equipa do Tombalobos constituída, neste momento, pela cozinheira Ana, a ajudante de cozinha Patrícia e o chef. “Depois temos a Maria, a nossa empregada de mesa que, por força das circunstâncias, foi convertida temporariamente em minha secretária. Responde a emails e trata do acondicionamento e expedição dos enfrascados”, conta o chef. Catarina Lancastre Ponce Álvares “está sempre presente”. É quem está responsável pela burocracia e pela divulgação dos enfrascados nas redes sociais. “Quando a coisa aperta, dá uma mãozinha na cozinha”, remata.

A confecção é inspirada no receituário tradicional do Alentejo e as de escabeche foram “o ponto de partida” desta aventura culinária. “Como é óbvio, não resisti a ajustá-las ao meu gosto”, revela José Júlio Vintém que tomou as conservas elaboradas em tempos idos como inspiração, as quais serviam para manter disponíveis, ao longo do ano, os produtos sazonais. Por essa razão, estes produtos “não levam nem corantes nem conservantes”, garante o chef natural do Alentejo e também são pasteurizados. 

Enquanto está a decorrer o processo de certificação, com o propósito de obter o selo de controlo veterinário, para que os enfrascados possam estar disponíveis em lojas e mercearias do país, José Júlio Vintém e Catarina Lancastre Ponce Álvares optaram pela venda directa. O pedido deve ser efectuado através do email enfrascadostombalobos@gmail.com e deve ser acompanhado pela morada de entrega, o contacto telefónico, o NIF para a fatura e o comprovativo de pagamento. “A maior parte das vezes a entrega é feita em 24 horas” e “o transporte até 12 frascos fica em €5. A partir daí é sob consulta”

Quem eleger os turismos rurais da região para as suas férias, pode encomendar os “cabazes com refeições feitas à medida”. A mesma opção é extensível aos clientes dos Tombalobos. “Basta ligar-nos e encomendar os nossos pratos e petiscos.” 

Bom apetite!




+ Restaurante Tombalobos

Fotografia: D.R.


Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.