EXPERIENCE, TABLE, TRAVEL 0

A Comporta sustentável quer-se Sublime

As suítes instaladas na piscina biológica, a ampliação do jardim orgânico, o pomar e a implementação de um espaço agro-florestal estão contemplados nas boas novas deste imenso paraíso situado na Península de Setúbal.

As suítes instaladas na piscina biológica são inspiradas nas pequenas casas em madeira do “vizinho” Cais Palafítico da Carrasqueira

O protagonismo da sustentabilidade tem vindo a aumentar de dia para dia ou não fossem os recursos naturais um património cada vez mais valioso aos olhos de cada um. O contributo exequível é, porém, imperativo e iminente. É precisamente nesta linha de pensamento que incide o Sublime Comporta Country Retreat & Spa, propriedade de 17 hectares localizada no concelho de Grândola, no coração da Península de Setúbal, pertencente a Gonçalo Pessoa e Patrícia Trigo, casal responsável pelo investimento sustentável neste legado paisagístico da região.


As nove bio-pool suítes foram projectadas pelo o arquitecto José Alberto Charrua

Em homenagem ao já famoso Cais Palafítico da Carrasqueira, que dista cerca de 21 quilómetros dali, foram criadas, em Maio, nove bio-pool suítes. As pequenas casas em madeira são sustentadas por palafitas – estacas onde se assentam habitações dispostas nas margens ou nas águas de um lago – colocadas numa enorme piscina biológica. O projecto conta com a assinatura do arquitecto José Alberto Charrua.


As decoração tradicional da região reflecte-se no interior das casas

Cada uma dispõe de um terraço que convida ao ócio, antes e depois de um mergulho refrescante, já que cabe-lhe perfeitamente a função de solário remetendo, obviamente, para os devidos cuidados para com o sol. No interior, prevalecem a madeira e as técnicas decorativas tradicionais da região, a luminosidade e o conforto.

Reaproveitar, preservar, respeitar

A equipa de cozinha colhe os vegetais, as flores e os frutos antes de cada refeição

A terra retirada do local onde, hoje, está a piscina biológica foi reutilizada, desta feita, na agro-floresta do Sublime Comporta. Ou seja, as raízes das árvores arrancadas foram colocadas sob as dunas deste espaço agrícola e florestal. Objectivo? Reter a água, função que o solo arenoso da propriedade não permite. As folhagens das árvores estão, por sua vez, dispostas na primeira camada, por reunirem e, deste modo, providenciarem os ingredientes necessários a cada espécie aqui plantada. Os troncos tomam o lugar da parte estética desta área. As estilhas conferem a protecção de cada espécie ao evitar a evaporação da água. A finalidade é, como já se viu, a preservação do ecossistema local através de boas práticas associadas à sustentabilidade.

A explicação apaixonada e cativante é dada por Ana Marques, responsável por esta área, onde o pomar está a ganhar forma, com as suas espécies autóctones. É o caso das tangerineiras Setubalense e do Carvalhal que coabitam com árvores de frutos exóticos, como a lima caviar, o limão mão-de-buda ou o kumquat


Ana Marques, apaixonada convicta da natureza, denota toda a sua dedicação para com o jardim orgânico e a área agro-florestal da propriedade

A tarefa de “tomar conta” da natureza entende-se ao jardim orgânico do Sublime Comporta, espaço desenvolvido por Graça Saraiva, fundadora da Ervas Finas, e com base nos princípios da permacultura. Todo este espaço é organizado com base numa paleta de cores, tendo em conta, ainda, a combinação de sabores na terra – não é por acaso que os morangueiros estão plantados junto à hortelã da ribeira. Os dois espaços totalizam cerca de três centenas de várias flores comestíveis, ervas aromáticas, produtos hortícolas, vegetais.

Colhido na horta, servido no prato

Antes do jantar servido no Food Circle, os comensais são convidados a um cocktail de boas-vindas

Além de cuidadora oficial desta área, Ana Marques faz a ponte entre a horta e a cozinha, seja do bar e do Sem Porta – o primeiro restaurante do Sublime Comporta –, seja do Food Circle.

Este último, aberto desde 2017, está no centro do jardim orgânico. A estrutura envidraçada em forma de círculo comunga com os enormes “vasos” dispostos no exterior. Do balcão – em forma de meia-lua e com capacidade para 12 pessoas –, a contemplação para o exterior é singular, sobretudo para quem tanto aprecia observar a natureza.


A estrutura do Food Circle é uma imensa janela aberta para a envolvente paisagística do Sublime Comporta

No meio, o Ofyr – uma espécie de grelhador criada pelo holendês Hasn Goossens – tem um papel preponderante na cozinha do Food Circle. Aqui os comensais estão inteiramente nas mãos dos cozinheiros. Rafael Pombeiro – braço direito do chef do Sublime Comporta, Tiago Santos – vai dando as directrizes à equipa, ao mesmo tempo que colabora na confecção e empratamento feitos também por António Santos, responsável pela secção de pastelaria deste resort singular da Península de Setúbal, e Pedro Calhau. Peixe e marisco são ponto assente no alinhamento dos pratos. O mesmo podemos afirmar a respeito do porco alentejano e dos enchidos regionais.


O surpreendente caldo verde do mar “à Bulhão Pato” foi um dos pratos confeccionados ao momento no restaurante instalado no centro do jardim orgânico

Os três jovens cozinheiros “constroem” pratos com a subtileza indispensável numa cozinha de fine dining, com particular destaque para as flores e os vegetais colhidos, horas antes, no jardim, e cuja frescura se sente em cada prato. sem descurar da loiça da Malga Cermic Design, da ceramista Mariana Filipe. A apresentação, feita à medida que o jantar é servido, cabe a Rafael Pombeiro, António Santos e Pedro Calhau que, de vez em quando, desafiam os clientes a descobrirem os alimentos.


António Santos, Pedro Calhau, João Gomes, João Ferreira e Rafael Pombeiro (da esquerda para a direita) sãos as “estrelas” da cozinha do Food Circle

A mais-valia da utilização do fogo no Ofyr, manuseado com destreza à frente de quem está sentado do lado de lá do balcão, permite a confecção dos alimentos ao momento. O cenário é montado numa espécie de câmara lenta, sem atropelos e com a coordenação devida, enquanto João Ferreira serve as referências vínicas pré-definidas para cada momento, e onde João Gomes, da “sala”, contribui com a sua simpatia. A experiência é de repetir.

Cuidados de corpo, alma… e estômago

A serenidade do Spa estende-se à piscina interior muito procurada nos dias menos soalheiros

Falemos de mais boas novas do Sublime Comporta, como o ginásio. Este está instalado no mais recente edifício erigido nas traseiras da casa-mãe – projectada pela dupla de arquitectos Miguel Câncio Martins e José Alberto Charrua – deste pequeno paraíso dono de uma paisagem naturalmente intimista.

O Spa também ganha protagonismo, graças ao seu renovado conceito centrado em produtos de cosmética cem por cento biológicos utilizados nos tratamentos. Estes podem ser complementados por ingredientes do jardim orgânico, bem como pelo arroz e pelo sal da Comporta. 

Há, ainda, uma sala de ioga junto às bio-pool suítes e um campo de paddle, para dar resposta aos praticantes desta modalidade desportiva. 


As bicicletas são o meio de transporte amigo do ambiente

Junto ao bar de apoio à piscina exterior, de acesso comum a todos os hóspedes – aberto de Junho a Setembro de 2019 – está a funcionar o mais novo espaço de restauração, a Tasca da Comporta. A carta está repleta de petiscos portugueses e as ostras do Sado não vão faltar! A carta de vinhos também não.

Feitas as contas, o Sublime Comporta reúne, hoje, 90 alojamentos. Sempre com a tónica na sustentabilidade, no desfrutar da serenidade do espaço, no fruir do ambiente natural da paisagem e numa arquitectura harmoniosa com o exterior. 

Agora é ir para descobrir e explorar. Boas férias!

+ Sublime Comporta Country Retreat & Spa
© Fotografia: João Pedro Rato
+ Agradecemos à Toyota o apoio na realização desta viagem, com o modelo Toyota Corolla Touring Sports 2.0 HSD da gama Square Collection

Já recebe a Mutante por e-mail? Subscreva aqui.

You Might Also Like

No Comments

Leave a reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.